quinta-feira, 30 de junho de 2022

quinta-feira, 30 de junho de 2022

VBP Agropecuário de Goiás deve chegar a R$ 111,8 bilhões este ano

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Goiás deve alcançar R$ 111,8 bilhões em 2022.

As projeções indicam aumento de 12,9% no Valor Bruto da Produção da agricultura em Goiás. O VBP do segmento deve atingir R$ 80,1 bilhões em 2022

A nova estimativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), baseada em dados de abril, aponta para um crescimento de 6,2% em relação ao VBP do setor em 2021. O resultado coloca Goiás na quinta posição do ranking que inclui Estados e Distrito Federal, respondendo por 9,0% do VBP nacional.

As projeções indicam aumento de 12,9% no Valor Bruto da Produção da agricultura em Goiás. O VBP do segmento deve atingir R$ 80,1 bilhões em 2022. Destaques para soja, com VBP estimado em R$ 42,9 bilhões (+14,2%); milho, R$ 15,4 bilhões (+2,5%); cana, R$ 12,3 bilhões (+10,9%); e tomate, R$ 4,9 bilhões (+41,8%).

“É um bom momento para a agricultura goiana. Vale destacar também o desempenho de produtos como algodão, batata e café arábica, que também devem registrar crescimento expressivo: 32,2%, 123,2% e 36,8%, respectivamente”, diz o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça.

O VBP da pecuária goiana, por outro lado, deve totalizar R$ 31,8 bilhões (-7,6%), sendo as maiores fatias de bovino, R$ 17,0 bilhões (-2,8%); frango, R$ 7,7 bilhões (-12,7%); e leite, R$ 5,0 bilhões (-13,2%).

Ainda segundo o Mapa, o VBP total do País deve chegar a R$ 1,2 trilhão, alta de 2,7% na comparação com o ano passado. O faturamento bruto das lavouras deve somar R$ 881,2 bilhões (+7,3%), e o da pecuária, R$ 355,7 bilhões (-7,2%).

Saiba mais
De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento.

Calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária, e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país, dos 26 maiores produtos agropecuários do Brasil. O valor real da produção, descontada a inflação, é obtido pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) da Fundação Getúlio Vargas. A periodicidade é mensal.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Decreto formaliza o novo Coíndice

Com 23.270 novos CNPJs, Goiás bate recorde em abertura de empresas de janeiro a agosto de 2021, melhor resultado dos últimos cinco anos

Cavalhadas em Pirenópolis serão realizadas em junho

Aprendiz do Futuro contrata cinco mil jovens em todo o Estado