No Banner to display

quinta-feira, 25 de julho de 2024

quinta-feira, 25 de julho de 2024

No Banner to display

Sebrae Goiás supera 540 mil atendimentos no ano e bate recorde

Número, relativo a dados de janeiro a novembro, é 51% superior a todo o acumulado em 2022 e mostra que universalização dos serviços prestados está em franco crescimento

O Sebrae Goiás superou sua meta em 2023 e realizou, de janeiro a novembro deste ano, mais de 540 mil atendimentos, 51% a mais que no acumulado em todo o ano de 2022. Os dados foram divulgados na manhã desta terça-feira (12) durante entrevista coletiva à imprensa em Goiânia. Esse número também já é um indicativo de que a instituição está no rumo certo para alcançar e superar a meta de 2 milhões de atendimentos traçada para a gestão 2023-2026.

O presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae, José Mário Schreiner, comemorou o crescimento e reforçou a importante parceria com outras instituições no alcance dos resultados. “Apesar de todas as dificuldades que enfrentamos no país em 2023, o desempenho foi extremamente favorável. Com o foco na educação empreendedora, criamos novos projetos e ampliamos parcerias com o estado e municípios, aumentando nossa rede de atendimento. Nós temos 600 distritos e povoados no estado que, muitas vezes, são desassistidos pelas instituições, mas o Sebrae está lá. Inauguramos essa ampliação em 2023, e em 2024 nós vamos aprimorar. O foco agora é gerar maturidade nos pequenos negócios”, anunciou.

Esse movimento vai ao encontro do posicionamento da instituição, que é de interiorizar e universalizar cada vez mais o suporte às micro e pequenas empresas (MPEs) de forma a gerar negócios e renda e trazer crescimento à economia do estado e do país.
De fato, as MPEs têm se mostrado uma importante fonte de geração de empregos, com 56,8 mil postos de trabalho criados em Goiás somente de janeiro a outubro de 2023, representando 76% do total de empregos formais gerados no estado durante esse período. Atualmente, Goiás contabiliza 819 mil empresas cadastradas, sendo que 95% delas (740 mil) são MPEs e representam 35% do Produto Interno Bruto (PIB) empresarial do estado.

As empresas que receberam atendimento do Sebrae Goiás tiveram ainda um aumento no faturamento ao longo do ano. No primeiro semestre, 21% das empresas tiveram crescimento, enquanto no segundo semestre esse número subiu para 24%. Quanto aos investimentos realizados pelas empresas nos últimos três meses, observou-se um crescimento também: 46% das empresas fizeram investimentos no primeiro semestre, e esse número subiu para 49% no segundo semestre.

Em relação às dívidas e empréstimos, houve uma queda na inadimplência. No primeiro semestre, 23% das empresas estavam inadimplentes, enquanto no segundo semestre esse número diminuiu para 21%.

Inovação

Além disso, essas empresas têm se modernizado, implementando diferentes tipos de inovação em processos, marketing, organização e produtos. O aumento no faturamento e o número de empresas que realizaram investimentos nos últimos meses indicam um cenário positivo. As MPEs continuam sendo uma força vital na economia brasileira e goiana. Cerca de 90% das empresas que procuraram o Sebrae implementaram pelo menos uma inovação em seu negócio.

O diretor superintendente do Sebrae Goiás, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, destacou a importância de estimular novos negócios para impulsionar a inovação e aumentar a competitividade no mercado goiano. “Entendemos que a tecnologia e inovação vêm justamente para impulsionar os pequenos negócios. A partir do momento que a empresa insere as ferramentas que vão facilitar seu modelo de negócio, para prospectar e impulsionar o seu mercado tanto nos meios digitais quanto nos meios físicos, a gente entende que isso reduz custos e aumenta a lucratividade da empresa”, sublinhou.

De acordo com Antônio Carlos, o Sebrae deve incentivar ainda mais o empreendedorismo inovador em 2024. “Será uma das principais linhas de atuação nossa, vamos inserir e estimular nos pequenos empreendimentos cada vez mais ferramentas que vão evoluir essa tecnologia, ampliando os modelos de negócios voltados às oportunidades de inovação que nós temos aqui no nosso estado e no Brasil afora”, completou.

De acordo com dados do Sebrae, pelo menos 81% das empresas implementaram alguma inovação de processo, enquanto 76% adotaram inovações de marketing e 83% implementaram inovações organizacionais. Quanto às inovações de produto, 82% das empresas também conseguiram implementar pelo menos uma.

Perspectivas para 2024

Com foco em 2024, estão previstas ações que visam preparar pessoas por meio da formação empreendedora, tornar os negócios prósperos e competitivos com acesso à tecnologia e mercados, e alavancar as economias portadoras de futuro para impulsionar a prosperidade dos territórios e biomas.

O empreendedorismo também desempenha um papel importante no empoderamento econômico, especialmente para grupos sub-representados. “Mulheres, jovens e minorias têm a chance de se tornarem agentes ativos na economia, impulsionando a diversidade e a inclusão”, ressalta o diretor técnico, Marcelo Lessa Medeiros Bezerra.

De acordo com Lessa, no próximo ano o Sebrae vai investir em ações para ampliar o empreendedorismo transformador, visando à participação equitativa de todos na sociedade, promovendo um ambiente de negócios atrativo e impulsionando o desenvolvimento econômico do estado. “Com isso, buscaremos criar um ambiente de negócios atrativo, fortalecendo a governança e um estado empreendedor para impulsionar o desenvolvimento econômico de Goiás”, completou.

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

Detran disponibiliza Disque-Guincho para remoção de veículos

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

No Banner to display