quinta-feira, 30 de junho de 2022

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Saúde capacita profissionais para tratar acidentes com animais peçonhentos

Começou nesta quarta-feira (11), no auditório da Escola Estadual de Saúde Pública de Goiás Candido Santiago (Esap) uma capacitação voltada a médicos e enfermeiros para diagnóstico e tratamento de acidentes com animais peçonhentos.

Profissionais do SUS na capacitação sobre acidentes com animais peçonhentos, no auditório da Sesg

Cerca de 150 profissionais do SUS estão reunidos no auditório da Escola de Saúde Pública (Esap), em Goiânia, até esta quinta-feira, 12 de maio, das 08 às 18 horas.

A capacitação é promovida pelo Centro de Informação e Assistência Toxicológica (Ciatox) da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), em parceria com a Gerência Técnica de Animais Peçonhentos do Ministério da Saúde e tem como objetivo a atualização do conhecimento para médicos e enfermeiros, indispensável na formação de multiplicadores para outros profissionais  das equipes de saúde.

“A administração precoce do soro antiveneno, específico para cada tipo de acidente, é fator fundamental para o sucesso do tratamento pós-acidente, sendo, portanto, de muita importância a identificação correta do tipo de animal causador do acidente” explica Veruska Castilho, médica veterinária da Suvisa/SES-GO.

Segundo a especialista, a avaliação dos principais sintomas clínicos e a escolha da melhor soroterapia, em tempo oportuno, é determinante para o desfecho do caso. No ano de 2021, foram registrados, no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), aproximadamente 253 mil acidentes por animais peçonhentos e 449 ocorrências de óbitos no Brasil. Em Goiás, os números foram de 8.265 casos (com de incidência 112,4 casos/100 mil habitantes) e 13 óbitos, também em 2021.

“A meta final dessa capacitação é obter resultados ainda mais efetivos e resolutivos na assistência, de modo a subsidiar o planejamento, monitoramento e distribuição dos soros ao Estado e seus municípios, e o  encaminhamento de propostas e perspectivas de expansão dos hospitais de referência. Trata-se de um treinamento raro e de ponta e, portanto, muito relevante e aguardado”, acrescenta Veruska Castilho, que coordena a equipe estadual de acidentes com animais peçonhentos.

Objetivo
A expectativa dos organizadores como resultado pós-capacitação é a redução da taxa de letalidade nos acidentes provocados por animais peçonhentos; precisão e melhoria no diagnóstico e escolhas acertadas quanto as condutas clinicas para o tratamento soroterápico.

E ainda, um menor tempo de internação e a cura com menos sequelas; melhoria das notificações no Sinan e no Sistema de Informação de Insumos Estratégicos (Sies); realização rotineira das análises dos indicadores epidemiológicos do programa estadual.

As aulas teóricas, expositivas e interativas, terão carga horária de 16h/aula e serão ministradas por técnicos da Gerência Técnica de Animais Peçonhentos do Ministério da Saúde, por médico especialista de Referência Nacional (colaborador/convidado), palestrantes locais, servidores da Suvisa, Programa de Controle de Acidentes por Animais Peçonhentos do Ciatox-GO e Gerência de Imunização e Rede de Frio e professores convidados  da PUC-GO.

Os temas apresentados nos dois dias de evento envolvem temas como identificação das principais espécies de animais peçonhentos causadores de acidentes no Estado; armazenamento e distribuição de soros antivenenos na rede de frio e situação epidemiológica — Sinan.

Parcerias
Apoiam essa iniciativa o Laboratório de Saúde Pública – Lacen/GO Dr. Giovanny Cysneiros, por meio da Seção de Entomologia e da Coordenação de Ensino, e Pesquisa e Rede de Frio da Gerência de Imunização Estadual, além do Comselho de Secretários Municipais de Saúde de Goiás (Cosems-GO,) Regionais de Saúde, Secretarias Municipais de Saúde, Conselhos de classe e entidades correlacionadas.

O Ciatox funciona 24 horas, por meio do telefone 08006464350, na orientação diuturna aos profissionais do SUS sobre as melhores condutas e, ainda, à população em geral, com apoio orientativo em caso de intoxicações.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Decreto formaliza o novo Coíndice

Com 23.270 novos CNPJs, Goiás bate recorde em abertura de empresas de janeiro a agosto de 2021, melhor resultado dos últimos cinco anos

Cavalhadas em Pirenópolis serão realizadas em junho

Aprendiz do Futuro contrata cinco mil jovens em todo o Estado