No Banner to display

terça-feira, 18 de junho de 2024

terça-feira, 18 de junho de 2024

No Banner to display

Prorrogado o prazo para inscrições no projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã

Estendido até 26 de janeiro, nova data limite visa atender à demanda dos produtores

Projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã vai ser executado em área de 296 hectares, com capacidade para produzir aproximadamente 4,2 mil toneladas de maracujá e 6 mil toneladas de manga por ano

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (Seapa) e da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), prorrogou o prazo de inscrição para o Chamamento Público 002/2023 do Projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã. Com ampliação de 30 dias, os interessados podem se inscrever até 26 de janeiro de 2024 no site da Seapa (www.agricultura.go.gov.br).

Operacionalizado pela Seapa, em parceria com os municípios de Flores de Goiás, São João D’Aliança e Formosa e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), o projeto visa implantar sistemas de irrigação em propriedades rurais dos municípios citados, para promover a inclusão produtiva, o fomento e o desenvolvimento socioeconômico na região Nordeste do Estado de Goiás.

Com esta etapa do projeto de Fruticultura Irrigada do Vão do Paranã, somada ao projeto piloto, executado com 10 produtores, a expectativa é cobrir 296 hectares, abastecidos, em sua maioria, pelas barragens do Rio Paranã e Ribeirão Porteira. A área tem capacidade para produzir aproximadamente 4,2 mil toneladas de maracujá e 6 mil toneladas de manga por ano, a partir do segundo e terceiro anos de cultivo, respectivamente.

A ideia é estimular o trabalho, especialmente de produtores oriundos da reforma agrária e de comunidades tradicionais. A atividade escolhida para isso é a fruticultura – especificamente manga e maracujá –, que combina bem com as características da região, como o formato do terreno, o clima e a água disponível.

Seleção
Atendidos os critérios de participação contidos no edital, os agricultores receberão uma visita da equipe técnica da Seapa e da Emater, que verificarão a aptidão do produtor e da propriedade, como ter uma área disponível, afinidade com a irrigação e, principalmente, disponibilidade hídrica. Os produtores selecionados contarão com a assistência técnica da Emater e do Senar Goiás para manejo da produção; e o Sistema OCB-GO dará apoio à criação de cooperativas.

Cada propriedade beneficiada vai receber um conjunto de irrigação para cobrir dois hectares. No início, cada plantação terá um hectare de manga e um hectare de maracujá, ambos irrigados. O Governo de Goiás fornecerá a estrutura de irrigação, que foi custeada pela Codevasf. O edital de Chamamento Público nº 002/2023 e o formulário de inscrição estão disponíveis no site www.agricultura.go.gov.br. Em caso de dúvidas, os produtores podem procurar os escritórios locais da Emater para receberem auxílio para inscrição.

Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Governo de Goiás

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

UEG conquista medalhas nos JUGs 2023

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

Governo vai ampliar o Bolsa Estudo