No Banner to display

sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

Projetos parlamentares são destaque na pauta desta 4ª-feira, 4

A Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), após retomar os trabalhos em sessão ocorrida na tarde de ontem, realiza nesta quarta-feira, 4, a segunda reunião ordinária do segundo semestre de 2021.

Sessão extraordinária híbrida
A Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), após retomar os trabalhos em sessão ocorrida na tarde de ontem, realiza nesta quarta-feira, 4, a segunda reunião ordinária do segundo semestre de 2021. Na oportunidade, os deputados devem deliberar uma pauta contendo 49 matérias. A sessão terá início às 15 horas, pelo sistema híbrido implantado na Casa para desenvolver os trabalhos durante a pandemia de covid-19.

Os processos constantes da pauta para a reunião de hoje contemplam exclusivamente iniciativas parlamentares. São oito projetos de lei em fase de segunda e definitiva votação e 12 em fase de primeira apreciação. A pauta traz, ainda, 29 matérias com pareceres favoráveis aprovados que estão sendo encaminhadas pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).

Um dos processos que consta da pauta, para segunda e definitiva votação, é o projeto de lei nº 1466/19, de autoria do deputado Karlos Cabral (PDT), que busca instituir programa de incentivo à implantação de hortas comunitárias em Goiás. O intuito é institucionalizar o Programa de Horta Comunitária como de Estado, para que o mesmo deixe de ser apenas um programa de governo, com previsão somente em decreto. “Essa proposta partiu de uma pesquisa realizada em outros estados sobre a regulamentação de hortas comunitárias”, explica Karlos Cabral.

A propositura tem como modelo um projeto apresentado pelo deputado paranaense Evandro Júnior. “As vantagens do programa são o reforço da ação comunitária, a criação de ambientes saudáveis, o desenvolvimento de habilidades pessoais, o estímulo da autonomia da comunidade inserida e a manutenção frequente do espaço urbano de forma completamente voluntária”, reforça o deputado.

Karlos Cabral destaca, ainda, a função social do projeto. “As hortas comunitárias acessíveis à população contribuem para melhorar os hábitos alimentares, por meio do consumo de alimentos livres de agrotóxicos; promove a inclusão social, além de se tornar instrumento de educação e conscientização ambiental”.

Ao tramitar pela CCJ, o projeto recebeu parecer favorável da deputada Lêda Borges (PSDB). Em seguida, foi encaminhado para análise da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo, onde foi relatado pelo deputado Paulo Trabalho (PSL). Em Plenário, foi aprovado em primeira fase no dia 5 de maio do corrente ano.

É destaque também na pauta, porém em fase de primeira apreciação, o projeto de lei nº 5189/21 que promove alteração no Código Tributário do Estado. De iniciativa dos deputados Helio de Sousa (PSDB) e Amauri Ribeiro (Patriota), a medida visa fixar um limite para o valor das multas tributárias, que consiste em, no máximo, o valor do tributo devido correspondente.

O objetivo é estabelecer um critério justo, razoável e relativamente proporcional aos valores cobrados a título de multa tributária. “Sabe-se que as multas tributárias pelo descumprimento de obrigação acessória têm, sobretudo, uma natureza sancionatória. Com efeito, tais sanções não têm a finalidade de ressarcir ou indenizar o erário. Logo, não se justifica que sejam cobrados valores superiores ao valor do tributo devido referente à obrigação principal”, explicam os autores na justificativa do projeto.

Para mais informações sobre as matérias que devem ser apreciadas nesta quarta-feira, 4, consulte a pauta prévia.

Primeira sessão ordinária do segundo semestre de 2021

Durante a retomada dos trabalhos, em reunião ocorrida nesta terça-feira, 3, os parlamentares deliberaram sobre o processo nº 5766/21, de autoria do deputado Coronel Adailton (Progressistas), que versa sobre a concessão do pagamento de horas extras aos militares estaduais, e também sobre o processo nº 763/19, assinado pelo deputado Jeferson Rodrigues (Republicanos) e que cria o Sistema de Informação das Condições de Vida da Pessoa Idosa em Goiás. Ambos receberam a aprovação definitiva do Parlamento goiano e, agora, seguem para a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM).

No encontro, ainda, outras 19 matérias começaram a tramitar na Casa, após serem lidas no Expediente da sessão. Dessas, 18 são da Governadoria (sendo 11 vetos) e uma é oriunda do Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO). As proposituras devem entrar na pauta de deliberação da Comissão Mista e CCJ, nos próximos dias. Já no período de apresentação de matérias, sete parlamentares também protocolaram projetos de lei e requerimentos junto à Mesa Diretora.

Sessões ordinárias

As sessões ordinárias constituem o calendário anual de trabalho legislativo e possuem a Ordem do Dia previamente designada, ou seja, têm uma pauta de votação. São realizadas normalmente às terças, quartas e quintas-feiras e compõem-se das seguintes fases: Abertura, onde são feitas apresentações de matérias e demais comunicações parlamentares; Pequeno Expediente; Grande Expediente; e a Ordem do Dia.

Para garantir a transparência, o Legislativo goiano transmite, ao vivo, todas as sessões. A população pode acompanhar os trabalhos pela TV Alego, no canal 3.2 da TV Aberta, ou no canal 8 da NET Claro, pelo Youtube e, também, pelo site oficial da Casa, no link portal.al.go.leg.br

Agência Assembleia de Notícias
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Goiana disputa vaga para as Olimpíadas Internacionais de Química

Jogos Abertos classificam mais equipes para fase regional

Atividades presenciais na Alego foram retomadas nessa 2ª-feira, 2, das 7 às 19 horas, podendo atingir até 50% do efetivo

Reconhecer e valorizar