sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Projeto “Educação e Justiça – Maria da Penha na Escola” ganha modalidade EAD

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) passa a disponibilizar para profissionais da Educação dos municípios goianos o curso de capacitação sobre combate e prevenção à violência contra a mulher.

Novidade é fruto de parceria da Seds com Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Ministério Público e a TBC (Foto: Seds)

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds) passa a disponibilizar para profissionais da Educação dos municípios goianos o curso de capacitação sobre combate e prevenção à violência contra a mulher. A iniciativa integra o programa “Educação e Justiça – Maria da Penha na Escola”, que agora tem uma nova versão, na modalidade de Ensino a Distância (EAD).

A realização é fruto de uma parceria entre a Seds, o Tribunal de Justiça, a Defensoria Pública, o Ministério Público e a TV Brasil Central, que fez a gravação e a edição de todos os módulos. Cada tema é abordado por um representante dos órgãos envolvidos, com especialização no trabalho de combate à violência doméstica.

Os alunos receberão certificado de capacitação e poderão repassar o conteúdo em suas instituições de ensino. Para ter acesso, os gestores municipais devem procurar a Superintendência da Mulher e Igualdade Racial, da Seds. “É mais um fruto de um trabalho conjunto, que vai ajudar de forma significativa no combate à violência contra mulher. O curso aponta caminhos, soluções e ensina como acolher a vítima. A linguagem é acessível e os temas, essenciais”, destaca o secretário de Desenvolvimento Social, Wellington Matos.

A defensora pública Gabriela Hamdan, que é uma das palestrantes dos módulos, ressalta a importância desse trabalho de conscientização: “Muitas mulheres sequer reconhecem a situação de violência em que vivem. Por isso a importância do curso, em que abordamos os tipos de violência e mostramos que existem saídas seguras”.

O presidente da TBC, Reginaldo Júnior, abraçou o projeto e abriu espaço para novas parcerias. “Temos que continuar este trabalho, pois os resultados são únicos”, diz. Resultados que também são comemorados pelo juiz Vítor Umbelino, palestrante, que destaca a necessidade de ampliar a reprodução desse conteúdo: “O isolamento social intensificou o problema. Precisamos falar mais sobre o assunto e trabalhar juntos nessa causa”.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Olimpíada de Tóquio: COB apresenta uniformes oficiais do Time Brasil

UEG publica edital de concurso para contratação de 94 professores

Clima impacta segunda safra em Goiás

Caldas Novas adia Carnaval fora de época para maio