No Banner to display

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Operação cumpre 72 mandados e bloqueia milhões de organização criminosa

A Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deflagrou nesta quarta-feira (16) a Operação Patrocínio Infiel, resultado de uma investigação iniciada no ano de 2019.

A investigação identificou a atuação de advogados junto a membros de uma facção criminosa goiana responsável por grande parte do comércio de cocaína do Estado, trazendo a droga da Bolívia

A Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deflagrou nesta quarta-feira (16) a Operação Patrocínio Infiel, resultado de uma investigação iniciada no ano de 2019. Foram mobilizados 155 policiais civis para o cumprimento de 72 mandados judiciais, sendo 39 de busca e apreensão e 33 de prisão. Oito mandados de buscas foram cumpridos em endereços vinculados a advogados suspeitos de integrar uma organização criminosa e, até o momento, duas advogadas foram presas durante a operação.

Além das buscas e prisões, também foram bloqueados mais de R$ 49.300.000,00 em contas bancárias movimentadas pelos investigados, bem como sete imóveis e dois veículos (um deles blindado). A investigação identificou a atuação de advogados junto a membros de uma facção criminosa goiana responsável por grande parte do comércio de cocaína do Estado, trazendo a droga da Bolívia.

Os advogados investigados atuam nos presídios do Estado como verdadeiros comparsas de seus clientes, se aproveitando do acesso que têm aos detentos para levar e trazer mensagens tratando sobre tráfico de drogas, venda de armas, “batismo” e cadastro de novos membros na facção. As informações repassadas pelos advogados tratam, inclusive, sobre ataques a membros de facções rivais.

Foi identificada também uma rede de lavagem de dinheiro usada para movimentar o dinheiro do tráfico de drogas e de outros crimes. Essa rede é composta por contas de pessoas físicas, de empresas regulares e de empresas de fachada e movimentou mais de R$ 150.000.000,00 de 2017 a 2020, em sua maioria de origem ilícita.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Após nova onda de Covid-19, Prefeitura de Caldas Novas endurece medidas de contágio da doença

Meio Ambiente leva audiências de autocomposição para Itumbiara

Caminhão da Saúde oferece consulta médica e exames de imagem gratuitos em Piracanjuba, neste fim de semana

Prefeitura e Câmara se unem em Caldas Novas e consolidam parceria para construção de Hospital Evangélico no município