No Banner to display

segunda-feira, 22 de abril de 2024

segunda-feira, 22 de abril de 2024

No Banner to display

MP solicita perdão judicial ao pai que matou filho acidentalmente, em Formosa

Caso aconteceu em maio deste ano, quando o homem, que é atirador esportivo, atirou sem querer no filho enquanto mostrava a arma para uma cliente

O Ministério Público de Goiás (MPGO) solicitou à Justiça o perdão judicial ao pai que matou o filho de 11 anos com um tiro acidental em Formosa em maio deste ano. O homem, que é atirador esportivo, mostrava a arma para uma cliente e efetuou o disparo acidentalmente contra a criança.

O pai pegou o filho no colo e, sem saber o que fazer e desesperado, pegou uma arma para atirar contra o próprio rosto. Ele sobreviveu e, posteriormente, foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

O promotor de justiça responsável pelo caso, Douglas Chegury, entendeu que não há peso maior do que carregar o fardo da morte do próprio filho, por isso pediu o perdão.

Nas palavras de Chegury, “o permanente sentimento da perda é mais do que suficiente para a prevenção e reprovação do crime”, evitando, por tanto, que o pai, com o psicológico abalado, passe por um processo judicial em meio a um momento difícil.

Fonte: DM

Publicações em Alta

PIB de Goiás cresce 4,4% em 2023 e fica acima da média nacional

Goiás libera vacina para toda a população no ‘Dia D’ contra influenza

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos