No Banner to display

domingo, 19 de setembro de 2021

domingo, 19 de setembro de 2021

Karlos Cabral e Antônio Gomide coordenarão a Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Públicos

A Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Públicos se reuniu de forma híbrida para apreciar, votar e aprovar o regimento de funcionamento da comissão e para eleger o vice-coordenador.

Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Públicos
Sob o comando do deputado Karlos Cabral (PDT), ficou determinado na tarde desta quarta-feira, 1°, o nome do deputado Antônio Gomide (PT) para auxiliar Cabral na condução dos trabalhos. A reunião aconteceu no Plenário Getulino Artiaga, com a participação dos deputados Helio de Sousa (PSDB), Delegado Humberto Teófilo (PSL), Antônio Gomide (PT) e Coronel Adailton (Progressistas).

A minuta do regimento da Frente Parlamentar diz que é atribuição da comissão promover debates, simpósios, seminários e eventos pertinentes ao exame da política estadual do serviço público; promover intercâmbio com instituições e parlamentos de outros estados; e aperfeiçoar o funcionamento da legislação por meio de comissões temáticas. A frente será composta por até 11 parlamentares e terá duração de 120 dias, prorrogável por mais 120 dias, com realização de reuniões públicas dentro ou fora da sede da Alego.

De acordo com o texto aprovado, a comissão contará com a participação de representantes do Sindicato dos Servidores do Ministério Público, Sintego, SindJustiça, SindiPúblico, UEG e UFG. A frente contará também com a participação do Sebrae-Go, Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Associação Goiana dos Municípios (AGM), Federação Goiana dos Municípios (FGM) e do Consórcio Público de Saúde.

Além de Cabral e Gomide, também integram o colegiado os deputados: Delegado Eduardo Prado (DC), Alysson Lima (Solidariedade), Lêda Borges (PSDB), Major Araújo (PSL), Delegada Adriana Accorsi (PT) e Cláudio Meirelles (PTC).

Coronel Adailton abre mão e apoia Gomide para a vice coordenadoria

Depois de aprovar o regimento da Comissão, o coordenador do colegiado, deputado Karlos Cabral, abriu espaço para manifestação dos pares para preencher a vaga de vice-coordenador. Os deputados Antônio Gomide e Coronel Adailton se candidataram ao cargo. Para não gerar desconforto em detrimento de um ou de outro, Cabral buscou um consenso e o deputado Coronel Adailton retirou seu nome e manifestou apoio a Gomide. “O que importa é nos unirmos para apoiar e ajudar os servidores públicos, a serem cada vez mais reconhecidos e valorizados pela população, pelo Governo e pelo Parlamento”, disse Adailton.

Depois de aprovar o regimento e definir Antônio Gomide como vice-coordenador, o presidente do SindJustiça, Fabrício Duarte, fez uso da palavra para agradecer a inciativa e ressaltar a função e a importância do servidor público goiano. “Em meu conceito, todos nós somos servidores públicos, seja concursado ou não. Todos estamos a serviço da população. Carente como é nossa sociedade, é no serviço público que encontram suporte e acolhimento na saúde, educação, segurança ou judiciário. Somos todos servidores a serviço da população. Agradeço ao deputado Karlos Cabral por instituir essa comissão por ter atendido nossa solicitação”, finalizou. Também se manifestaram representantes de outras entidades presentes

Agência Assembleia de Notícias
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Caiado participa do lançamento da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, em Mara Rosa, no Norte goiano

Goiás atualiza orientações sobre vacinação contra Covid-19

Em Goiânia, Caiado inicia entrega de mais 250 mil cestas básicas a famílias em vulnerabilidade impactadas pela pandemia, e Goiás atinge marca de 1 milhão de donativos distribuídos

Caiado diz que consultas populares vão definir como Projeto Gênesis será implantado e destaca que prioridades são “desenvolvimento do Nordeste goiano e preservação do meio ambiente”