No Banner to display

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Informatização do HRF agiliza atendimento à população

A unidade implementou 38 novos computadores conectados ao recém-instalado software.

Colaboradora do HRF acessa, no computador, novo sistema que aperfeiçoa os processos internos da unidade hospitalar (Foto: Dario Vasconcelos/Imed)

O Hospital Regional de Formosa, unidade do Governo de Goiás no Entorno do Distrito Federal, administrada pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed), vai elevar ainda mais o nível de prestação de serviço oferecido aos pacientes. Trata-se de um novo sistema de rede de internet, usado nos melhores hospitais do País, que visa integrar todos os setores de maneira ágil, moderna e resolutiva.

A unidade implementou 38 novos computadores conectados ao recém-instalado software. A interface será usada pelos colaboradores de áreas como o laboratório, e vai proporcionar a integração simultânea com os demais setores e facilitar a identificação e rastreabilidade de exames, aperfeiçoando todo o processo dessa cadeia.

Outra vantagem dos sistemas informatizados em uma unidade hospitalar é a melhora na experiência da população. Atualmente, os pacientes admitidos no HRF são atendidos de acordo com o Protocolo Manchester (método de classificação de riscos amplamente utilizado no mundo para determinar os atendimentos prioritários nas unidades de emergência), que já está totalmente integrado ao novo sistema.

Dessa forma, as demandas são identificadas por cores da seguinte maneira: azul (não urgente), espera de até quatro horas; verde (pouco urgente), espera de até 2 horas; amarelo (urgente), espera de até uma hora; (laranja – muito urgente), espera de até 10 minutos; e vermelha (emergência), não há espera, o atendimento é imediato. Vale ressaltar que esse é um método de classificação amplamente aceito e utilizado pela comunidade médica.

Evolução tecnológica

Para Fernando Fernandes, gerente de Facilites, a evolução tecnológica, aliada ao atendimento humanizado que é praticado na unidade, é a chave para alcançar o sucesso.

“Acredito que estamos no caminho certo, pois a experiência do paciente é acompanhada, eletronicamente, desde a emissão da senha, triagem, cadastro, atendimento médico, medicação e ou exames, evoluções, alta ou internação”, lembrou o gerente.

Além desse avanço rumo à modernização total do HRF, a novidade ainda tem importância socioambiental porque com a integração eletrônica dos mais variados setores da unidade, a ideia é que o uso frequente de papel diminua.

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Após nova onda de Covid-19, Prefeitura de Caldas Novas endurece medidas de contágio da doença

Meio Ambiente leva audiências de autocomposição para Itumbiara

Prefeitura e Câmara se unem em Caldas Novas e consolidam parceria para construção de Hospital Evangélico no município

Goiás Turismo abre licitação para investimentos no Caminho de Cora