No Banner to display

quinta-feira, 25 de julho de 2024

quinta-feira, 25 de julho de 2024

No Banner to display

Hospital Estadual de Águas Lindas realiza 160 atendimentos no primeiro dia

Unidade de saúde já opera com 220 colaboradores, além de 20 médicos de diversas especialidades; pleno funcionamento se dará em agosto

Hospital Estadual de Águas Lindas foi inaugurado já em funcionamento, com pacientes internados e 160 pessoas agendadas para consultas

Com licitação lançada em 2005 e obras iniciadas em 2007, o Hospital Estadual de Águas Lindas demorou quase 20 anos para ficar pronto. Entraves paralisaram a obra por anos, até que o projeto foi retomado pelo governador Ronaldo Caiado em 2021. A estrutura – ampliada e modernizada — foi inaugurada nesta segunda-feira (17/06), já com cinco pacientes internados e 160 pessoas agendadas para consultas e exames.

Durante o evento de entrega da unidade à população do Entorno do Distrito Federal (DF), o secretário de Estado da Saúde, Rasível dos Santos, fez um histórico da construção. Ele destacou que, levando em consideração um prazo viável para a conclusão dos trabalhos, o hospital poderia estar funcionando há pelo menos 15 anos. “Neste período poderiam ter sido atendidas 100 mil pessoas e feitos 32 mil partos e 10 mil cirurgias”, estimou.

Em 2013, após seis anos do início da obra pela prefeitura, o avanço dos trabalhos havia sido mínimo, o que levou o Ministério da Saúde a repassar o projeto ao estado e firmar cooperação com repasse de R$ 13,5 milhões para finalizar a unidade. Mesmo com a mudança de gestão, a construção não evoluiu e foi alvo de questionamentos.

Em 2017, o Ministério Público do Estado de Goiás apontou a pouca capacidade de trabalho da construtora contratada e a baixa quantidade de funcionários. Em 2018, ano de eleição estadual, a primeira etapa do hospital chegou a ser inaugurada. Segundo a SES, no entanto, nunca chegou a prestar serviços. “Hoje não tem foguetório, nossa inauguração é com médicos, enfermeiros e servidores atendendo”, frisou Caiado.

Em discurso, o governador também mencionou o empenho da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) em garantir a finalização do prédio, que ficou a cargo da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). O empreendimento foi finalizado com 16 mil metros quadrados de área construída, o dobro do projeto original.

Estrutura
A estrutura da unidade, batizada oficialmente como Hospital Estadual Ronaldo Ramos Caiado Filho, contempla 22 consultórios e 164 leitos — sendo 40 unidades de terapia intensiva (UTI’s), 20 delas com suporte para atender bebês e crianças. O investimento foi de R$ 157 milhões, entre estrutura predial e equipamentos. Já o custeio da unidade vai girar em torno de R$ 25 milhões mensais.

“O povo goiano está sendo bem assistido na sua região e de preferência na sua cidade”, disse o vice-governador Daniel Vilela, em menção à virada de página na administração pública que colocou em funcionamento três hospitais para a região do Entorno, com unidades também em Formosa e Luziânia. “Parabéns pela seriedade de respeitar o dinheiro público e entregar a obra dentro do cronograma”, enalteceu o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Doutor Lucas.

Fotos: Rômulo Carvalho e Hegon Corrêa

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

Detran disponibiliza Disque-Guincho para remoção de veículos

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

No Banner to display