domingo, 3 de julho de 2022

domingo, 3 de julho de 2022

Governo de Goiás reajusta em até 7,20% salários dos aposentados e pensionistas da Educação

Proposta encaminhada pelo governador Ronaldo Caiado à Assembleia Legislativa inclui servidores inativos da rede estadual de ensino. Benefício deverá ser pago a partir de outubro

Por determinação do governador Ronaldo Caiado, todos os pensionistas e aposentados da rede estadual de educação foram incluídos no reajuste salarial anunciado no último dia 17 de agosto. A previsão do Governo de Goiás é de que o benefício comece a ser pago já a partir da folha de outubro, mês dedicado às comemorações do Dia dos Professores. A proposta de reajuste salarial já foi encaminhada à Assembleia Legislativa, onde deverá ser aprovada em breve.

O aumento salarial contemplará 34.860 servidores inativos e terá um impacto mensal da ordem de R$ 9.434.750,08. Por ano, o investimento na folha de pagamento representará um custo de R$ 113.217.000,96. Somando o pagamento dos salários dos ativos e inativos, o reajuste representa um acréscimo de R$ 19.466.834,26 mensais na folha de pagamento da Educação.

O reajuste seguirá os mesmos critérios adotados no cálculo dos vencimentos dos servidores na ativa. Ou seja, quem se aposentou ou recebe pensão referente ao cargo de professor P-1, P-2 ou do quadro transitório terá direito a 4,52% de aumento. Já para os professores nível P-3 ou P-4 e servidores administrativos, a adequação será de 7,20%.

Reconhecimento
O reajuste salarial que será concedido aos servidores da educação foi anunciado pelo governador de Goiás, na última terça-feira (17/08), durante entrevista concedida à Rádio CBN Goiânia e ao jornal O Popular.

Para Caiado, a medida é uma forma de reconhecer o trabalho realizado pelos educadores desde o início da pandemia da Covid-19. “Realmente é um time que eu, todo dia, agradeço, porque eles revolucionaram a Educação no Estado de Goiás. Essas professoras e professores foram de um empenho, de uma dedicação, de um carinho… E eu, também, tenho tentado cumprir com eles”, afirmou ele.

Auxílio de aprimoramento
Durante a entrevista também foram anunciadas duas outras notícias: a criação do Auxílio Aprimoramento e a realização de um concurso público para contratação de novos professores.

O auxílio, no valor mensal de R$ 500, será destinado a todos os servidores ativos da Secretaria de Estado de Educação e o dinheiro busca incentivar a formação continuada dos profissionais. Já o concurso público deverá abrir, pelo menos, 3.500 novas vagas em diferentes áreas.

Segundo a secretária Fátima Gavioli, já está em andamento um estudo para análise do quadro de professores, mas já se sabe que, desde 2018, foram concedidas 3.500 aposentadorias e foram registrados 3.200 óbitos. O objetivo do concurso é preencher essas vagas em aberto.

Secretaria de Estado de Educação (Seduc) – Governo de Goiás

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Novo Mapa do Turismo em Goiás conta com 92 municípios

Rio Quente é uma ótima opção para o próximo feriado

Vereadores suplentes assumem mandato em Caldas Novas

Hcamp de Itumbiara registra 71 pacientes curados da Covid-19 em 9 dias