No Banner to display

domingo, 17 de outubro de 2021

domingo, 17 de outubro de 2021

Governo de Goiás libera quase R$ 70 milhões em crédito para micro e pequenas empresas e lidera ranking nacional em número de operações com garantia do Sebrae

GoiásFomento consolida primeiro lugar entre agências e bancos de desenvolvimento do País, com cerca de 2 mil negócios beneficiados por parceria com Fundo de Aval das Micro e Pequenas Empresas (Fampe), do Sebrae.

O Governo de Goiás, por meio da Agência de Fomento do Estado de Goiás (GoiásFomento), lidera o ranking nacional de agências de fomento e bancos de desenvolvimento em número de operações de crédito garantidas pelo Fundo de Aval das Micro e Pequenas Empresas (Fampe) do Sebrae. Foram R$ 69,1 millhões liberados a micro e pequenos empreendedores de abril de 2020 até agosto deste ano e 1.983 operações realizadas com o aval do Fampe no período. Entre todas as instituições financeiras do País, a GoiásFomento foi a terceira que mais contratou operações de crédito com o apoio do Sebrae.

No ranking de desempenho das operações de crédito nos primeiros oito meses de 2021, a GoiásFomento ficou atrás somente da Caixa Econômica Federal e do Sicoob, mas à frente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e do Banco Original. “O Sebrae tem sido um grande parceiro para que possamos fazer o dinheiro chegar aos pequenos e microempresários, aqueles que não tinham garantia”, diz o governador Ronaldo Caiado. “Com isso, nós conseguimos repassar volumes substantivos para que as pessoas afetadas pela pandemia de Covid-19 possam retomar suas atividades ou quitar compromissos”, completa.

A posição de destaque no ranking é o resultado de uma ação de abril de 2020, quando a Agência de Fomento firmou convênio com o Sebrae para oferecer o aval aos clientes que tinham dificuldade em obter crédito por falta de garantias e, assim, eles puderam viabilizar suas operações.

Agente de crédito
O presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, confirma que atualmente o Fampe é a principal garantia de crédito da instituição financeira. Segundo ele, a agência vem adotando ações para facilitar o acesso ao crédito por parte dos micro e pequenos empreendedores, principalmente neste momento de início da retomada da economia, que foi duramente prejudicada pela pandemia.

Rivael Aguiar ressalta que essa ação atendeu à determinação do governador Ronaldo Caiado, no sentido de facilitar o acesso ao crédito e, consequentemente, promover a geração de emprego e renda, em especial nesse período da pandemia, visando apoiar as empresas que estavam em dificuldade financeira.

De acordo com ele, o resultado consolida a Agência de Fomento de Goiás como um dos principais agentes de crédito no Estado e também no cenário nacional, como importante integrante do sistema nacional de fomento. Inclusive, a instituição financeira é associada à Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE), com cadeira na diretoria da entidade. Para Rivael, as ações desenvolvidas pela GoiásFomento de facilitação do acesso ao crédito e promoção do desenvolvimento econômico e regional em todas as regiões goianas, contribuíram para que Goiás ficasse entre os dez Estados mais competitivos do País.

Para o analista do Sebrae Goiás, Giovane Ferreira de Carvalho, o fato de a GoiásFomento ser a terceira instituição que mais operou com o Fampe no Brasil é uma demonstração de que a parceria entre o Governo do Estado e o Sebrae “está dando muito certo”. Ele explica que o Fampe é um fundo de aval complementar, que facilita o acesso ao crédito nos bancos por parte dos pequenos empreendedores. Em todo o Brasil, o Fundo é operado pela Caixa Econômica Federal e Sicoob, sendo que Goiás tem a vantagem de contar também com a GoiásFomento.

Agência de Fomento do Estado de Goiás (GoiásFomento) – Governo de Goiás

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Expresso Balcão capacita servidores de 12 municípios

Polícia Penal registra aumento de apreensões de K4, conhecida como supermaconha

Caiado anuncia isenção da contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas com salário de até R$ 3 mil e redução da cobrança para os que recebem acima desse valor

Operação integrada apreende 200 kg de cloridrato de cocaína