quarta-feira, 25 de maio de 2022

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Governo de Goiás distribui 3.552 cartões a mães em situação de vulnerabilidade em 28 municípios

Benefício foi entregue pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds). Programa Mães de Goiás distribui mensalmente R$ 250 para mulheres com filhos de até seis anos de idade.

Mulheres com filhos de até seis anos de idade, em situação de vulnerabilidade, recebem cartão do Mães de Goiás, que dá direito a R$ 250 mensais para compra de alimentos e remédios

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds) entregou 3.552 cartões do programa Mães de Goiás em 28 municípios, entre os dias 14 e 18 de fevereiro. A agenda de projetos da secretaria durante a semana incluiu, ainda, admissão de 703 aprendizes do futuro em 79 cidades, conferências sobre igualdade racial, além de cursos para servidores e internos de unidades socioeducativas.

Servidores da pasta entregaram 2.400 absorventes para as instituições de assistência social Tio Cleobaldo e Padre Rafael, dentro do Programa Dignidade Menstrual. Outro evento da semana foi a Feira de Empregos + Social, que ofereceu mais de 3 mil empregos para a população de Aparecida de Goiânia e região, cursos de qualificação gratuitos e serviços de emissão de segunda via de registro civil, passaporte do idoso e carteirinha de identificação do autista.

Mães de Goiás
As mães contempladas com o cartão que dá direito a receber R$ 250 por mês, dentro do programa Mães de Goiás, foram das cidades de Uirapuru, Barro Alto, Avelinópolis, Carmo do Rio Verde, São Patrício, Santa Bárbara de Goiás, Itapaci, Pilar de Goiás, Nova Veneza, Santa Rita do Novo Destino, Santa Isabel, Ceres, Uruana, São Francisco de Goiás, Petrolina, Ouro Verde de Goiás, São Luiz do Norte, Rialma, Nova Glória, Itaguaru, Rubiataba, Rianápolis, Mossâmedes, Faina, Guaraíta, Taquaral de Goiás, Santa Rosa de Goiás e Aparecida de Goiânia.

O programa tem como objetivo garantir segurança alimentar, oferecer qualidade de vida e assegurar a permanência das crianças nas escolas, além de incrementar a economia local. Larissa Oliveira Cruz, mãe de três crianças, disse que o recurso vai ajudar bastante, porque a pandemia trouxe muitas dificuldades para a família. Já Ana Carolina Xavier destacou que vê transformação na alimentação dos três filhos. “Com esse dinheiro todo mês, eu vou poder oferecer uma comida melhor para eles”, comemorou.

Servidores do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Formosa participaram de um curso de primeiros socorros e brigadista, ministrado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO). Já os adolescentes da unidade fizeram curso de eletricidade básica, ministrado pelo Senar Goiás, com carga horária de 24 horas.

O curso de brigadista será realizado em todas as unidades de internação. As atividades de qualificação voltada aos adolescentes estão de acordo com as diretrizes do Sistema Nacional Socioeducativo (Sinase), que estabelece a realização de atividades educacionais e de qualificação para os jovens. Goiás possui, atualmente, seis unidades socioeducativas, além de duas de semiliberdade e uma de plantão interinstitucional.

As conferências municipais de igualdade racial foram realizadas em Itumbiara, Goiânia e Abadia de Goiás. Diversidade religiosa, igualdade racial e de gênero estiveram entre os temas debatidos. Minaçú, Iporá, Corumbá de Goiás, Pilar de Goiás, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo, Britânia, Barro Alto e Professor Jamil já realizaram as conferências municipais, que são preparatórias para as conferências estadual e nacional.

Durante a última semana, 703 jovens foram admitidos no programa Aprendiz do Futuro, em 79 municípios goianos. Atualmente, o programa conta com 3.314 jovens ativos em 151 cidades. A previsão é de que até o final de fevereiro, esse número ultrapasse 4 mil. As vagas são destinadas a jovens de 14 a 15 anos e 11 meses, com prioridade para aqueles em vulnerabilidade socioeconômica, estudantes da rede pública ou bolsistas da rede particular, e ainda adolescentes com renda familiar de até dois salários mínimos ou meio salário, per capita.

Fotos: Seds

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social – Governo de Goiás

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Caiado apresenta projeto de fomento e incubação de cooperativas sociais

UEG retoma aulas presenciais na segunda-feira (11)

Caiado participa da abertura do 2º Congresso Brasileiro de Direito Religioso

Vacinação de Pessoas Acima de 60 Anos Deve Terminar Em Abril, Afirma Caiado