No Banner to display

domingo, 25 de julho de 2021

domingo, 25 de julho de 2021

Goiás tem recorde nas exportações no primeiro semestre de 2021

As exportações goianas no primeiro semestre de 2021 apresentaram seu nível mais elevado em toda a série histórica

Em junho, do total exportado por Goiás, 57,27% foi do complexo da soja; seguido das carnes (18,57%); das ferroligas (4,50%); do açúcar (4,04%), e do ouro (3,81%), que juntos totalizam cerca de 88% do volume exportado (Foto: Divulgação)

As exportações goianas no primeiro semestre de 2021 apresentaram seu nível mais elevado em toda a série histórica, com registro de US$ 4,760 bilhões, o que representa um crescimento de 14,35% na comparação com o mesmo período de 2020. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia.

Também em alta estão as importações goianas, com registro de US$ 2,372 bilhões, aumento de 47,92% quando comparado com o primeiro semestre do ano passado. Apesar do forte desempenho das exportações nesse período, o saldo sofreu queda de 6,69%, fechando com 2,387 bilhões.

Já a balança comercial do mês de junho apresentou superávit de US$ 492,86 milhões, queda de 20,30% na comparação com o mesmo mês de 2020. O valor é resultado de US$ 839,52 milhões em exportações contra US$ 346,67 milhões em importações.

O resultado das exportações em junho, comparado com o mesmo mês de 2020, foi de queda de 4,20%. Já as importações, também na comparação com o mesmo período, apresentaram registro de alta de 34,39%.

O governador Ronaldo Caiado destaca que Goiás foi o primeiro Estado do país a “começar a agir” para minimizar as perdas da pandemia de Covid-19 na economia local. “Não ficamos de braços cruzados. Atuamos para diminuir os impactos econômicos dessa crise sanitária que atingiu o mundo”, afirma. Entre as diversas ações, ele cita a implantação dos programas Mais Empregos e Mais Crédito, cujo principal objetivo é criar e manter mais postos de trabalho para os goianos.

Titular da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), José Vitti avaliou os dados e disse que a economia goiana vem reagindo mês a mês com o avanço da imunização da sociedade. Ele lembra que os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram positivos, com a geração de empregos, ao mesmo tempo em que o Governo de Goiás atua para fortalecer micro e pequenos empresários a manterem os seus negócios abertos.

“Essa pauta do comércio exterior positiva é reflexo da força e da diversidade da nossa economia. Estamos ainda no meio do ano e já batemos recordes. Vamos crescer ainda mais”, disse o secretário.

Líderes em exportação
Rio Verde, Jataí, Luziânia e Mozarlândia são os municípios goianos que mais enviaram produtos goianos para outros países, tanto em junho quanto no acumulado ano. China e Espanha foram os locais que mais receberam mercadorias produzidas em Goiás, tendo como principais produtos as commodities, que confirmam a vocação goiana.

Em junho, do total exportado por Goiás, 57,27% foi do complexo da soja; seguido das carnes (18,57%); das ferroligas (4,50%); do açúcar (4,04%), e do ouro (3,81%), que juntos totalizam cerca de 88% do volume exportado por Goiás no período.

Apesar dos produtos serem os principais da cadeia de vendas internacionais, os que apresentaram maiores variações no mês, comparado com junho do ano passado, foi o amianto, com aumento das vendas em 246,01%, do grupo de commodities minerais; o café, com alta de 87,66%; e os couros e derivados (84,76%).

As importações também confirmam que o Estado vem investindo em sua vocação. Em junho, Goiás apresentou crescimento de 166,44% no consumo de adubos fertilizantes; 415,87% no de sal, enxofre, terras e pedras, gesso, cal e cimento; e 212,64% em preparações de produtos hortícolas, de frutas ou de outras partes de plantas.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Na cidade de Goiás, Caiado entrega revitalização do Palácio da Instrução e destaca resgate histórico

Governador Ronaldo Caiado inaugura nova sede da Emater, em Goiânia

Governo segue pagando diferenças salariais da Educação devidas desde os anos 1990

Na cidade de Goiás, Caiado faz vistorias e participa de evento da Educação sobre volta às aulas