No Banner to display

sábado, 13 de julho de 2024

sábado, 13 de julho de 2024

No Banner to display

Goiás cresce pelo 34º mês seguido no setor de serviços

Índice positivo foi de 6,9% no acumulado do ano e de 6,8% na variação acumulada em 12 meses. Destaque ficou com atividades de transporte e serviços de informação e comunicação

Setor de serviços goiano segue em alta

O setor de serviços em Goiás completou 34 meses ininterruptos em crescimento na variação interanual. Nesse índice, alcançado no mês de novembro, o crescimento acumulado no ano foi de 6,9%, valor superior à média brasileira que foi de 2,7% no mesmo período. O Estado também apresentou aumento de 6,8%, enquanto o país obteve variação de 3%, no comparativo do acumulado em 12 meses. Nesse indicador, Goiás ficou na 8ª posição entre as demais unidades federativas do país.

Já na comparação com novembro de 2022, o crescimento goiano foi de 3,7%, enquanto o Brasil apresentou queda de 0,3%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), e validados pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB), nesta terça-feira (16/01).

Para o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima, esse crescimento do Estado no setor de serviços é um marco a ser destacado. “Trata-se de um crescimento impressionante. São 34 meses seguidos, que demonstram que as políticas públicas de desenvolvimento implantadas pelo governo estão dando bons resultados”, analisa.

Titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Joel de Sant’Anna Braga Filho complementa: “O setor de serviços em Goiás gera renda e milhares de empregos; nós seguiremos trabalhando para manter a boa gestão, que garantiu excelentes resultados em 2023, para que, no ano de 2024, o setor seja ainda melhor para a economia goiana”.

O diretor-executivo do IMB, Erik Figueiredo, acredita que o setor de serviços se caracteriza pela alta absorção de mão de obra. “O bom desempenho é algo que deve ser duplamente comemorado, pois ele movimenta bastante a economia, sendo capaz de alavancar o PIB e gerar ainda mais empregos em Goiás”, afirma.

As altas nos índices foram puxadas pelas atividades de transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio; seguido pelos serviços de informação e comunicação que tiveram variação de 10,9% no acumulado do ano e de 11,4 % e 10,1%, respectivamente, no comparativo em 12 meses.

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no país, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

Secretaria-Geral de Governo | Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços – Governo de Goiás

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

Educação abre período de matrículas para 2024

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

No Banner to display