No Banner to display

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Fisco e PC participam de ação contra o comércio ilegal de defensivos agrícolas

Uma ação conjunta da Delegacia Regional de Fiscalização (DRF) de Goiânia, unidade da Secretaria da Economia, foi realizada nesta quarta-feira, 21/7, juntamente com a Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubo de Cargas

Empresas foram autuadas na ocasião pelos auditores da Receita Estadual por comercializarem defensivos agrícolas de origem de incerta, créditos irregulares e prática de sonegação fiscal (Foto: Divulgação)

Uma ação conjunta da Delegacia Regional de Fiscalização (DRF) de Goiânia, unidade da Secretaria da Economia, foi realizada nesta quarta-feira, 21/7, juntamente com a Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubo de Cargas, visando o combate ao comércio ilegal de defensivos agrícolas, com diligências em Goiás e em outras unidades da federação. Nove auditores da Receita Estadual participaram das diligências conforme explicou o supervisor de Fiscalização e auditor fiscal, Adalberto Constantino, da DRF de Goiânia.

As ações policiais ocorreram em estabelecimentos comerciais situados na Rua Senador Jaime, Setor de Campinas, nesta capital. Até o final desta manhã, seis pessoas foram conduzidas à delegacia. Em abril deste ano, as delegacias Regionais de Fiscalização de Goiânia e Anápolis, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (DRF) e o IBAMA participaram de operação semelhante no combate ao esquema criminoso de vendas de defensivos agrícolas, no Estado. Algumas empresas foram autuadas na ocasião pelos auditores da Receita Estadual por comercializarem defensivos agrícolas de origem de incerta, créditos irregulares e prática de sonegação fiscal.

O gerente de Arrecadação e Fiscalização da Superintendência de Controle e Fiscalização, da Secretaria da Economia, auditor fiscal Montaigne Mariano Brito, esclarece que na operação de hoje para impedir o comercio ilegal de defensivos agrícola não foi lavrado auto de infração mas os bancos de dados das empresas envolvidas passarão por auditorias fiscais. “A participação da Economia, por intermédio da DRF de Goiânia, foi apenas de apoio aos policiais que efetuaram as diligências durante o cumprimento dos mandados de prisão.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Após nova onda de Covid-19, Prefeitura de Caldas Novas endurece medidas de contágio da doença

Meio Ambiente leva audiências de autocomposição para Itumbiara

Prefeitura e Câmara se unem em Caldas Novas e consolidam parceria para construção de Hospital Evangélico no município

Goiás Turismo abre licitação para investimentos no Caminho de Cora