quinta-feira, 30 de junho de 2022

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Em inauguração da Geacri, vice-governador destaca respeito às diferenças

O vice-governador Lincoln Tejota participou, ao lado do governador Ronaldo Caiado, da solenidade que entregou a unidade aos goianos.

A unidade inaugurada nesta segunda-feira,16, será especializada em investigações de injúria racial, homofobia, intolerância religiosa, entre outros delitos praticados contra minorias (Foto: Secom)

O Governo de Goiás inaugurou nesta segunda-feira (16), em Goiânia, o Grupo Especializado no Atendimento à Vítima de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri), ligado à Polícia Civil. O vice-governador Lincoln Tejota participou, ao lado do governador Ronaldo Caiado, da solenidade que entregou a unidade aos goianos.

O vice-governador ressaltou a enorme diversidade existente no Brasil e que, por isso, a população não pode aceitar nenhum tipo de preconceito. “Historicamente, aceitamos calados muita coisa. Aceitamos as injustiças ou sermos destratados pela cor da pele ou por coisas tão banais. Mas nosso governo, além de tudo que tem feito na área administrativa, trouxe também uma mensagem de esperança para o ser humano com a inauguração de uma unidade como esta”, salientou.

Para ele, o Geacri reflete a gestão diferente que o atual governo promove. “Todas as políticas públicas que implantamos são baseadas nas carências dos municípios, não em razão do quantitativo eleitoral e do potencial de retorno de votos que recebemos. A gestão coerente e diferenciada do governador Ronaldo Caiado tem nos permitido fazer isso. Estamos diante de um Estado que acolhe e estende a mão”, afirmou.

De acordo com Tejota, o mundo ainda é desigual, mas cabe a todos contribuir para construção de uma sociedade melhor. “Algumas pessoas pensam que são melhores por sua religião ou por sua orientação sexual, mas isso não cabe mais no nosso meio e precisa ser combatido. Temos muita informação atualmente e a responsabilidade, como seres humanos, de construir dias melhores. Sabemos que ainda são muitos os desafios, mas faço coro às vozes que pedem um basta a todas essas injustiças”, opinou.

“Mais do que um espaço físico, o Geacri significa a promoção da conscientização, do respeito e da dignidade. Estamos trabalhando para que o preconceito e a discriminação sejam combatidos em Goiás, com uma investigação comprometida, punindo criminosos e acolhendo as vítimas”, concluiu.

A unidade inaugurada nesta segunda-feira será especializada em investigações de injúria racial, homofobia, intolerância religiosa, entre outros delitos praticados contra minorias. O delegado Joaquim Adorno será o titular do Geacri, que promoverá o treinamento do policial civil para atender as demandas de direitos humanos desde o ingresso na carreira e formação inicial.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Decreto formaliza o novo Coíndice

Com 23.270 novos CNPJs, Goiás bate recorde em abertura de empresas de janeiro a agosto de 2021, melhor resultado dos últimos cinco anos

Cavalhadas em Pirenópolis serão realizadas em junho

Aprendiz do Futuro contrata cinco mil jovens em todo o Estado