No Banner to display

quinta-feira, 18 de julho de 2024

quinta-feira, 18 de julho de 2024

No Banner to display

Detran-GO terá primeiro concurso público da história

Aprovada em segunda votação projeto que cria mil cargos de agentes de trânsito e examinadores. Previsão é que certame seja realizado em 2024

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) deve realizar o primeiro concurso público de sua história. O certame está previsto para o próximo ano com salário inicial de R$ 4.258. A criação de quadro próprio, com a estruturação da carreira, visa ampliar a rede de atendimento da autarquia e aperfeiçoar os processos de habilitação, educação de trânsito e fiscalização.

O projeto de lei de autoria da Governadoria, com a criação de mil cargos de Agentes de Trânsito e Examinadores, foi aprovado na última semana, em segunda votação, pela Assembleia Legislativa de Goiás. A iniciativa abre caminho para a realização concurso público. Criado em julho de 1980, o Detran-GO nunca realizou nenhum certame. Atualmente, a maioria dos servidores da autarquia é composta por comissionados e temporários.

Os cargos aprovados são de nível superior em qualquer área de formação. A carga horária de 40 horas semanais com possibilidade de trabalho em finais de semana e feriados conforme a necessidade e o interesse público. O projeto ainda deverá ser sancionado pelo governador Ronaldo Caiado.

“Estamos trabalhando para profissionalizar cada vez mais nossos serviços. O governador Ronaldo Caiado está investindo na melhoria e a ampliação dos atendimentos com inteligência. Em breve, teremos reforço nos quadros com técnicos e especialistas. Isso nos permitirá aperfeiçoar a formação de condutores e a fiscalização de trânsito”, pontua o presidente do Detran-GO, Delegado Waldir.

Uma das preocupações da administração é aumentar o número de bancas examinadoras com possibilidade de realização dos serviços nos 246 municípios goianos. “Queremos proporcionar mais dignidade e economicidade para todos cidadãos, evitando que tenham que se deslocar de seu município para realizar provas”, explica.

A ampliação do quadro de servidores da autarquia permitirá ainda que haja maior poder fiscalizatório. Atualmente, a fiscalização é realizada por meio de convênios com a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana de Goiânia. “Temos necessidade de atuar em várias frentes e a falta de pessoal termina sendo um empecilho”, ressalta Delegado Waldir.

Além da fiscalização de trânsito, a autarquia atua na fiscalização e controle das atividades dos permissionários – Centros de Formação de Condutores, clínicas, oficinas e empresas de desmonte e comércio de peças usadas. “Nossa meta é inibir atividades clandestinas, oferecendo maior segurança aos usuários dos serviços. Para isso, precisamos de mais profissionais”, finaliza.

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

Educação abre período de matrículas para 2024

No Banner to display