No Banner to display

sábado, 13 de julho de 2024

sábado, 13 de julho de 2024

No Banner to display

Comércio goiano inicia 2024 com alta nas vendas, aponta IBGE

Com o crescimento de 2,2% na variação mensal com ajuste sazonal, Goiás atingiu o maior volume de vendas desde agosto de 2015

Venda de artigos de perfumaria e cosméticos contribuiu para resultado positivo do comércio goiano no acumulado de 12 meses

O setor de comércio varejista goiano apresentou crescimento de 2,2% em janeiro, na comparação com o mês imediatamente anterior, dezembro de 2023. Com o resultado, o índice do volume de vendas com ajuste sazonal atingiu o seu maior patamar desde agosto de 2015. Os dados, validados pelo Instituto Mauro Borges, são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na variação interanual, na comparação com o mesmo mês de 2023, e na acumulada do ano, o crescimento foi de 4%, com alta puxada pelas vendas de equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (28,14%); hipermercados e supermercados (11,8%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (10,7%).

Já na variação acumulada em 12 meses, o aumento foi de 0,8%, com destaque para as atividades relacionadas a artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (10,9%) e hipermercados e supermercados (5,6%).

“Goiás vem se destacando em diversos setores e no comércio não é diferente. O comércio goiano possui um papel importante no fortalecimento da nossa economia, gerando emprego e renda para as famílias em nosso Estado”, destaca o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima.

“O comércio goiano segue apresentando crescimentos notáveis. Com os resultados de janeiro, atingimos o maior volume de vendas com ajuste sazonal desde 2015. Esse resultado é de extrema importância para o desenvolvimento da nossa economia”, destaca o diretor-executivo do IMB, Erik Figueiredo.

O comércio varejista ampliado somou, em janeiro de 2024, oito meses consecutivos de oscilações positivas, na variação mensal com ajuste sazonal. O crescimento nesse indicador foi de 2,3%. Na variação interanual e na acumulada no ano, o aumento foi de 6%, com alta na venda de veículos, motocicletas, partes e peças (10,1%) e atacado especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo (8,4%).

Nacional
O comércio brasileiro também se destacou em janeiro de 2024. Nas variações interanual e acumulada no ano, o aumento apresentado foi de 4,1%, enquanto na variação acumulada em 12 meses o crescimento foi de 1,8%.

Sobre a pesquisa
A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) produz indicadores sobre o comportamento conjuntural do comércio varejista no País, investigando a receita bruta de revenda nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, cuja atividade principal é o comércio varejista.

Foto: SGG

Secretaria-Geral de Governo – Governo de Goiás

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Educação abre período de matrículas para 2024

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

No Banner to display