No Banner to display

sábado, 13 de julho de 2024

sábado, 13 de julho de 2024

No Banner to display

Governo de Goiás distribui 37 toneladas de sementes de milho no Norte e Nordeste do estado

Iniciativa coordenada pelo Goiás Social faz parte da operação Goiás Alerta e Solidário, que assiste pequenos agricultores de assentamentos e quilombos

Plantio deve resultar em cerca de R$ 10 milhões de renda para os beneficiados

Com a missão de garantir renda na agricultura familiar das regiões Norte e Nordeste do estado, o Governo de Goiás vai distribuir 37 toneladas de sementes de milho para cerca de 5 mil pequenos produtores que vivem em situação de vulnerabilidade. Coordenada pelo Goiás Social, a ação faz parte da operação Goiás Alerta e Solidário e deve gerar cerca de R$ 10 milhões em renda aos beneficiados.

Nesta quinta-feira (04/01), o trabalho estará concentrado em Flores de Goiás, onde mais de 700 agricultores vão receber em torno de 9 toneladas de sementes de milho. Até o final de janeiro, a caravana do governo terá passado por 20 municípios, entre eles Colinas do Sul, Damianópolis, Formoso, Monte Alegre de Goiás, Montividiu do Norte, Posse, Sítio D’Abadia e Teresina de Goiás.

No município de Cavalcante, um dos beneficiados foi o agricultor Deusimar da Silva. Ele e a esposa são caseiros em uma propriedade, onde o dono cedeu uma área pequena para plantio em benefício deles. “Eu cheguei a ir no mercado tentar comprar as sementes de milho, mas o que encontrei era ruim e muito caro, R$ 60 o quilo. Não consegui comprar. Agora ganhei do governo uma semente muito melhor”, comemorou.

A coordenadora do Goiás Social, primeira-dama Gracinha Caiado, contou que a doação de sementes é parte importante dessa ação. “A Operação Goiás Alerta e Solidário presta ajuda para as famílias nas situações de emergência, mas também leva apoio para que as famílias atingidas pelas fortes chuvas possam se reerguer. No caso dos pequenos produtores, essas sementes de milho, juntamente com o apoio técnico, farão enorme diferença na renda familiar.”

Os pequenos agricultores beneficiados com as sementes também recebem orientação sobre as vantagens de se associarem por meio do cooperativismo. “Além dessa assistência que é muito importante, garantindo que esses produtores mais vulneráveis tenham renda nesse período que as chuvas castigam a região, nós queremos melhorar a vida deles o ano todo. Oferecemos consultoria, capacitação e acompanhamento até a cooperativa estar funcionando plenamente”, explica César Moura, secretário da Retomada.

Para fazer chegar as sementes até os agricultores que precisam, a Secretaria da Retomada conta com o apoio da Emater, Secretaria da Agricultura (Seapa), Organização das Cooperativas do Brasil em Goiás (OCB-GO), Corpo de Bombeiros e prefeituras.

Goiás Social e Secretaria da Retomada – Governo de Goiás

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

Educação abre período de matrículas para 2024

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

No Banner to display