No Banner to display

quarta-feira, 18 de maio de 2022

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Caldas Novas decreta estado de emergência em Saúde Pública para conter casos de dengue

A ação permite ao Município tomar medidas mais rápidas e eficazes para controlar a situação, além de contratar servidores temporários

O prefeito de Caldas Novas, Kleber Marra, decretou nesta terça-feira,19, estado de emergência em saúde pública, devido ao grande aumento de casos de dengue no município. A decisão foi tomada durante uma reunião com o secretário de Saúde, Marcos Paixão, e com o diretor-clínico, João Osório.

De acordo com o Departamento de Endemias, de janeiro a abril de 2021, foram registrados 112 casos de dengue. Sendo que neste mesmo período de 2022, 959 casos foram notificados. Portanto houve um aumento de 756%.

“Vivemos mais um momento difícil em nosso município com um aumento expressivo no número de crianças e adultos internados com dengue, além de síndromes respiratórias, causando superlotação em nossas unidades de saúde”, disse o prefeito.

A partir desse decreto, vigente por tempo indeterminado, será possível remanejar profissionais para o Hospital Municipal André Ala Filho, tomar medidas mais rápidas, contratar servidores temporários, além de criar uma força-tarefa para amenizar essa situação.

“Reforço o pedido para que nos ajudem no combate à dengue. Faça a sua parte!!!”, disse o prefeito Kleber Marra.

Secretaria de Comunicação
Prefeitura de Caldas Novas

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Prefeitura de Rio Quente envia projeto à Câmara com reajuste de 20,64% no salário dos servidores

Governo de Goiás inicia campanha para oferecer R$ 46,7 milhões em linhas de crédito para empresários do setor de turismo

O Boticário celebra Dia dos Namorados com kits personalizados com estampas exclusivas

Governador Ronaldo Caiado e primeira-dama, Gracinha Caiado, lançam Goiás Social, programa de ajuda a famílias em situação de vulnerabilidade em todas regiões do Estado