No Banner to display

domingo, 19 de setembro de 2021

domingo, 19 de setembro de 2021

Caiado assina termos de cessão de uso de áreas estaduais para MP-GO

O governador Ronaldo Caiado assinou, nesta quarta-feira (1°/9), em solenidade na sede do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), em Goiânia, dois termos de cessão de uso de áreas pertencentes ao Estado para a entidade.

O governador Ronaldo Caiado, ao lado do procurador-geral de Justiça Aylton Vechi, durante assinatura de cessão de uso de áreas do Estado para o MPGO: “Só é difícil construir para quem não está aberto ao diálogo” (Foto: André Saddi)

O primeiro visa à regularização da ocupação de três vielas que fazem parte do espaço interno da atual sede do órgão, no Jardim Goiás, com uma área total de 544 metros quadrados. Já o segundo documento promove a alienação de uma área de 14.311 metros quadrados, no Park Lozandes, também na capital, aos fundos do novo Fórum Cível e do prédio do Ministério Público Federal (MPF), que abrigará a nova matriz do MPGO.

“A ampliação da estrutura da instituição numa área de mais de 14 mil metros quadrados vai oferecer espaço para acolhimento, eficiência, produtividade e melhorar a vida dos 7,2 milhões de goianos”, afirmou Caiado. Segundo o governador, a obra não poderia sair do lugar sem a documentação correta. Por isso, ele enfatizou que a regularização das áreas foi cumprida legalmente, com respeito à autonomia dos Poderes. “Sabemos exatamente qual a ação do Executivo, de cada um dos poderes e órgãos independentes. Só é difícil construir para quem não está aberto ao diálogo”, disse Caiado.

Em 2020, os imóveis foram doados ao Estado pelo município de Goiânia, ainda durante a gestão do ex-prefeito Iris Rezende. A cessão de uso dos imóveis foi intermediada pela Secretaria de Estado da Administração (Sead). “A equipe toda do Ministério Público foi absolutamente parceira. De fato, foi um trabalho feito a quatro mãos”, afirmou o secretário de Administração, Bruno D’Abadia.

A procuradora-geral de Goiânia, Tatiana Fayad, que representou o prefeito Rogério Cruz na solenidade, falou sobre o trabalho conjunto entre as partes envolvidas no processo para acelerar o repasse das áreas. “A Prefeitura Municipal e a Procuradoria estão à disposição do MPGO para que o processo tramite de forma ágil e definitiva”, destacou Fayad.

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, celebrou a regularização dos espaços, demanda esperada pela entidade há mais de duas décadas, e ressaltou o caráter histórico do evento, além do empenho do Estado em apresentar condições para solução célere da situação jurídica das áreas. “Isso é respeito, é austeridade, é onde o interesse público fala mais alto do que o próprio. Sinal de respeito não só à Constituição, mas a todos que estão hoje na direção dos poderes”, disse Vechi ao elogiar a ação do Governo de Goiás.

Participaram também do evento, na sede do MPGO, o chefe de gabinete da Procuradoria-geral de Justiça, Rodrigo Félix Bueno; o ouvidor do MPGO, José Carlos Mendonça; o assessor jurídico administrativo do MPGO, Heráclito D’Abadia; o corregedor-geral do MPGO, Paulo Sérgio Prata Rezende; a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Internacionais, Laura Ferreira Bueno; e o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Jurídicos, Marcelo de Azevedo.

Ainda marcaram presença o coordenador do gabinete de Planejamento e Gestão Integrada, Rafael de Oliveira; o diretor-geral do MPGO, Frederico Guedes; o superintendente de Engenharia, Sérgio Botassi; o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Administrativos, Cyro Peres; e o superintendente de Patrimônio do Estado, Rogério Bernardes Carneiro.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Caiado participa do lançamento da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, em Mara Rosa, no Norte goiano

Goiás atualiza orientações sobre vacinação contra Covid-19

Em Goiânia, Caiado inicia entrega de mais 250 mil cestas básicas a famílias em vulnerabilidade impactadas pela pandemia, e Goiás atinge marca de 1 milhão de donativos distribuídos

Caiado diz que consultas populares vão definir como Projeto Gênesis será implantado e destaca que prioridades são “desenvolvimento do Nordeste goiano e preservação do meio ambiente”