No Banner to display

domingo, 25 de julho de 2021

domingo, 25 de julho de 2021

Caiado anuncia que obras do Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás serão retomadas em setembro e afirma que é “compromisso moral”

Inauguração está prevista para 2022 e investimentos na unidade hospitalar somam R$ 120 milhões, por ano. Abandonada em gestões anteriores, construção foi iniciada em 2007, e paralisada em 2018. “Vamos fazer e entregar”, garante governador

O governador Ronaldo Caiado anuncia, nesta segunda-feira (12/07), retomada de obras do Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás durante lançamento de reconstrução de rodovia no município do Entorno do Distrito Federal: “Fizeram de tudo para não concluir este hospital. No ano que vem, vamos entregar”

O governador Ronaldo Caiado confirmou, nesta segunda-feira (12/07), durante evento de lançamento do serviço de recuperação da GO-547, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal (DF), que as obras do Hospital Estadual do município serão retomadas em setembro. A construção da unidade hospitalar foi iniciada pela prefeitura, em 2007, repassada ao Estado, em 2013, e paralisada, em 2018, na gestão passada.

Caiado relembrou os entraves políticos para a retomada dos serviços, mas ressaltou que a população terá o benefício. “Fizeram de tudo para não concluir este hospital. Não é falta de verba. Ela está depositada. Deputados federais e senadores também ajudaram. É toda a burocracia que tentaram arrumar e dificultar. Mas vamos fazer isso aqui. No ano que vem, vamos entregar”, disse.

“Em 20 anos, por que nenhuma dessas obras foi instalada e atendeu nenhum paciente? Porque o pensamento anterior, todo mundo sabe qual era”, afirmou o governador. “Ao chegar ao governo, estadualizei hospitais. Sabe quanto vai nos custar Águas Lindas? R$ 120 milhões por ano. Mas vamos fazer e entregar. É compromisso moral do governador Ronaldo Caiado”, frisou.

Em 2021, a responsabilidade pela construção do Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás foi passada pelo governo à Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). O órgão identificou a necessidade de atualização do projeto executivo do espaço.

No projeto inicial, a área construída prevista era de 11.484,82 metros quadrados. Após os trabalhos da Goinfra, foram acrescentados mais 4.429,55 metros quadrados ao local. Com isso, a unidade passará a ter 15.914,37 metros quadrados.

“A gente quer voltar aqui no começo de setembro para uma grande celebração da população, que terá o retorno da obra, com sua presença, governador”, projetou o presidente da Goinfra, Pedro Sales. “Trabalhamos, incansavelmente, pois sabemos do dilema que era esse hospital. Aqui terá assistência à saúde de mães e recém-nascidos e, em casos de gravidez de alto risco, as famílias não vão mais ter de ir até Goiânia. Esta é a razão da regionalização, levar saúde até onde existe necessidade, onde está o cidadão”, arrematou ele.

“Esse é um hospital que há anos dá trabalho. Mas, certamente, até junho, será uma realidade. É uma questão de honra atender isso para mim e para o governador”, reforçou o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino. “Será o terceiro hospital estadual da região. Nós temos Formosa, Luziânia e teremos aqui a mais robusta obra da saúde no Entorno do Distrito Federal, que é tão vulnerável, populoso e que tanto necessita”, concluiu.

Atendimento
Unidades funcionais também foram incluídas ao projeto. O Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás contará com Banco de Leite Humano; Banco de Sangue e Agência Transfusional; Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal com 10 leitos; cinco berços na unidade hospitalar voltada para cuidados e atendimentos de recém-nascidos considerados de médio risco (UCINCo) e três leitos no espaço destinado ao acolhimento humanizado às mães e familiares dos bebês prematuros (UCINCa).

Ainda terá UTI Pediátrica, com 10 leitos; UTI Adulta (20 leitos); Unidade de Pronto Atendimento (32 leitos); 84 leitos de internação em dois blocos; ambulatório com 22 consultórios; Unidade de Imagenologia; Unidade de Hemodinâmica; centro cirúrgico com oito salas; três salas no Centro Obstetrício, com acessos independentes, além de bloco de vestiários e áreas de descanso para funcionários e equipes terceirizadas, e uma Central de Segurança e Monitoramento.

Fotos: Cristiano Borges

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Na cidade de Goiás, Caiado entrega revitalização do Palácio da Instrução e destaca resgate histórico

Governador Ronaldo Caiado inaugura nova sede da Emater, em Goiânia

Governo segue pagando diferenças salariais da Educação devidas desde os anos 1990

Na cidade de Goiás, Caiado faz vistorias e participa de evento da Educação sobre volta às aulas