No Banner to display

sábado, 13 de julho de 2024

sábado, 13 de julho de 2024

No Banner to display

Balança comercial goiana cresce 50% de janeiro a agosto

Exportações de Goiás ultrapassam U$10 bilhões e bate todos os recordes em agosto.

Complexo da soja responde por 44% das exportações goianas, seguido por carnes e ferroligas

A balança comercial goiana consolidou US$ 10,004 bilhões de exportações, no acumulado de janeiro a agosto deste ano, com saldo superavitário de US$ 5,648 bilhões, o que representa um crescimento de 50,58% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia.

As exportações alcançaram, em agosto, a marca de US$ 1,198 bilhão, resultando em alta de 47,44%, comparado com o mesmo mês de 2021, quando as vendas internacionais fecharam em US$ 813,203 milhões. Já as importações somaram US$ 654,914 milhões, com expansão de 31,68%, também na comparação com igual período do ano passado.

Os indicadores colocam Goiás na 8ª posição no acumulado de janeiro a agosto, e em 9º lugar no ranking nacional de exportações, que considera o total vendido pelo Brasil no mês passado. Já no ranking de importações, o Estado participou de 2,45% das compras, ocupando o 12º lugar.

“Prevíamos recordes de importações para esse segundo semestre e, no primeiro mês, já conseguimos alcançá-lo”, pontua o titular da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Joel de Sant’Anna Braga Filho.

Rio Verde, Luziânia, Itumbiara e Palmeiras de Goiás foram os municípios que mais enviaram mercadorias goianas, em agosto, para outros países, sendo que os principais produtos vendidos foram: complexo da soja (44,75%); carnes (24,72%); ferroligas (6,51%); açúcar (6,51%) e sulfeto de cobre (6,35%), tendo como principais destinos China, Irã, Espanha, Indonésia e Países Baixos.

Já no que diz respeito às importações goianas, China, Rússia, Estados Unidos e Alemanha foram os principais vendedores de mercadorias para o Estado. Os produtos mais adquiridos foram: adubos; produtos farmacêuticos; veículos automóveis, tratores, demais da categoria; reatores nucleares e produtos químicos e orgânicos. Os principais consumidores foram os municípios Catalão, Anápolis, Aparecida de Goiânia e Goiânia.

Foto: CNA

Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços – Governo de Goiás

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

Educação abre período de matrículas para 2024

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

No Banner to display