sábado, 28 de maio de 2022

sábado, 28 de maio de 2022

Apoiada pela Seel, Millena França disputa os Jogos Paralímpicos de Tóquio

Goiás estará representado na primeira leva da delegação brasileira que vai participar das Paralimpíadas de Tóquio.

Atualmente, Millena representa a Adfego. A mesatenista realizou a última semana de preparação no Centro de Treinamento do CPB, em São Paulo, antes do embarque para o Japão (Foto: Divulgação)

Goiás estará representado na primeira leva da delegação brasileira que vai participar das Paralimpíadas de Tóquio. A jovem Millena França embarca nesta quinta-feira (5) para o Japão, onde vai disputar os Jogos Paralímpicos pela primeira vez, entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro. A mesatenista de 25 anos teve a vaga confirmada ao receber a convocação oficial da seleção brasileira, já no final de junho, para a disputa na classe F7.

Para conquistar sua classificação inédita, Millena conseguiu resultados expressivos no último ciclo olímpico, que incluíram títulos em Campeonatos Brasileiros e Jogos Paralímpicos Universitários, além da participação dos Jogos Parapan-Americanos de Lima, em 2019, em que terminou na 5ª posição.

Durante todo esse período, a mesatenista goiana contou com o apoio do Pró-Atleta, programa de fomento ao esporte de alto rendimento do Governo de Goiás, gerido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer. “Os recursos do programa foram fundamentais para minha preparação neste ciclo paralímpico. Pude participar de várias competições nos últimos anos e custear despesas com materiais esportivos. Sinto que chego muito bem para esses Jogos Paralímpicos”, ressalta Millena.

A goiana começou no esporte utilizando outra raquete. A primeira modalidade de Millena foi o tênis em cadeira de rodas, com apenas 13 anos de idade. No entanto, logo nos primeiros treinos no tênis de mesa, a paratleta não teve dúvidas sobre qual esporte escolher. “Me adaptei muito facilmente ao tênis de mesa. Comecei a treinar em 2014 e no mesmo ano já era vice-campeã brasileira. No ano seguinte disputei uma vaga nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, mas acabou não acontecendo. Desde então o meu foco passou a ser Tóquio, e consegui alcançar este sonho. Agora é dar o meu máximo e desfrutar este momento”, destacou a mesatenista, heptacampeã brasileira em sua categoria.

Atualmente, Millena representa a Adfego (Associação dos Deficientes Físicos do Estado de Goiás). A mesatenista realizou a última semana de preparação no Centro de Treinamento do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro), em São Paulo, antes do embarque para o Japão. O Brasil também terá como representante no tênis de mesa a goiana Lethícia Lacerda, que mora em Portugal e estará lado a lado com Millena na disputa por equipes.

Ao todo, a delegação brasileira terá 14 representantes goianos nas Paralimpíadas de Tóquio, sendo seis destes apoiados pelo Pró-Atleta. Quatro jogadoras da seleção brasileira de vôlei sentado (Ádria Jesus, Pâmela Pereira, Nurya Almeida e Jani Freitas), além de Hélcio Luiz Jaime, do tiro com arco, embarcam no sábado (7).

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Caiado participa da abertura do 2º Congresso Brasileiro de Direito Religioso

Vacinação de Pessoas Acima de 60 Anos Deve Terminar Em Abril, Afirma Caiado

Governador Ronaldo Caiado inicia entrega de 250 mil cestas básicas, em Goiânia, e cumpre agenda em Mara Rosa, nesta sexta-feira (17/09)

Pela primeira vez, Emater recebe Assembleia Geral da Asbraer no Complexo de Inovação Rural