No Banner to display

domingo, 19 de setembro de 2021

domingo, 19 de setembro de 2021

Agehab reduz índices de rejeição de prestação de contas por meio de capacitação

A Agência Goiana de Habitação (Agehab) conseguiu reduzir os índices de prestação de contas irregulares por parte dos parceiros graças à capacitação realizada junto aos entes conveniados.

A aprovação da prestação de contas garante a continuidade de convênios com as entidades e os municípios, além de assegurar o cumprimento dos cronogramas de obras (Foto: Divulgação)

A Agência Goiana de Habitação (Agehab) conseguiu reduzir os índices de prestação de contas irregulares por parte dos parceiros graças à capacitação realizada junto aos entes conveniados. A Agehab atendeu nesta quarta-feira (18/8) os municípios de Rubiataba e Itumbiara, onde estão sendo construídas praças com recursos do Governo de Goiás destinados a equipamentos comunitários. Os encontros voltaram a ser realizados presencialmente – durante o primeiro ano da pandemia eram feitos virtualmente – e fazem parte do Plano de Ação da Coordenadoria de Apoio à Gestão de Convênios da agência, para atender o Programa de Compliance Público.

A aprovação da prestação de contas garante a continuidade de convênios com as entidades e os municípios, além de assegurar o cumprimento dos cronogramas de obras. Esse acompanhamento mais próximo, com treinamento para sanar eventuais falhas, também está garantindo mais celeridade aos processos.

Na terça-feira (17/8), foi realizada a capacitação da equipe da Elmo Engenharia, empresa que atua na construção do Residencial Padre Pereira, no Setor Mariliza, em Goiânia. O residencial contará com 336 unidades habitacionais em cinco etapas de construção.  O módulo 1, para 112 moradias, já teve as obras iniciadas, com entrega da primeira etapa de recursos referente a 56 unidades habitacionais. Com relação ao módulo 2, já foram entregues os recursos estaduais para 26 moradias. O investimento total do Governo de Goiás na construção do empreendimento será de até R$ 5 milhões.

As moradias do Residencial Padre Pereira estão sendo construídas em parceria com a Prefeitura de Goiânia e o governo federal, com recursos do FGTS. Os beneficiários para esse empreendimento já foram selecionados pela construtora, conforme determina o programa federal.

Para receber o recurso estadual, a título de subsídio, no valor de até R$ 15 mil, a família deve se enquadrar nos requisitos do programa estadual, como o de ter renda familiar de até três salários mínimos. O recurso geralmente é utilizado como entrada no imóvel e/ou para reduzir o valor das parcelas de financiamento.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Caiado participa do lançamento da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, em Mara Rosa, no Norte goiano

Goiás atualiza orientações sobre vacinação contra Covid-19

Em Goiânia, Caiado inicia entrega de mais 250 mil cestas básicas a famílias em vulnerabilidade impactadas pela pandemia, e Goiás atinge marca de 1 milhão de donativos distribuídos

Caiado diz que consultas populares vão definir como Projeto Gênesis será implantado e destaca que prioridades são “desenvolvimento do Nordeste goiano e preservação do meio ambiente”