No Banner to display

terça-feira, 23 de abril de 2024

terça-feira, 23 de abril de 2024

No Banner to display

Advogada é presa suspeita de matar ex-sogro e a mãe dele envenenados, em Goiânia

O caso começou a ser investigado após a morte de mãe e filho depois de um café da manhã com a mulher. Participação de doceria foi totalmente descartada, segundo a polícia.

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (20) Amanda Partata por suspeita de matar o ex-sogro Leonardo Pereira Alves e a mãe dele, Luzia Alves, envenenados, em Goiânia. Inicialmente, investigou-se a possibilidade de mãe e filho terem tido complicações por uma intoxicação alimentar causada por um bolo de uma doceria da capital, mas essa versão foi totalmente descartada.

“O caso é bem complexo, envolve um grau de psicopatia. Vamos ouvir novamente a Amanda, porque existem detalhes relevantes, inclusive de outros crimes relacionados a investigada, o que nós adiantamos é que, de fato, se trata de um duplo homicídio pôr envenenamento”, disse o delegado Carlos Alfama.

Suspeita

Amanda é advogada. Nas redes sociais, ela também se apresenta como psicóloga, mas segundo o Conselho Regional de Psicologia de Goiás (CRP-GO), ela não tem registro profissional ativo no banco de dados do Conselho.

Na porta da delegacia, ao ser questionada por jornalista sobre o crime ela disse por mais de uma vez “Eu não fiz isso”. Ela também chegou a afirmar que está grávida.

FONTE: Por Larissa Feitosa, Millena Barbosa, g1 Goiás

 

Publicações em Alta

PIB de Goiás cresce 4,4% em 2023 e fica acima da média nacional

Goiás libera vacina para toda a população no ‘Dia D’ contra influenza

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos