quinta-feira, 30 de junho de 2022

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Adesão à vacina contra Covid-19 é um grande desafio, afirma secretário da Saúde à CBN

o secretário da Saúde, Ismael Alexandrino, afirmou que a adesão à vacina é um grande desafio, apesar de ela ser a medida mais eficaz e eficiente para nos tirar da situação de pandemia.

Em entrevista ao vivo à Rádio CBN, nesta terça-feira (8), o secretário da Saúde, Ismael Alexandrino, afirmou que a adesão à vacina é um grande desafio, apesar de ela ser a medida mais eficaz e eficiente para nos tirar da situação de pandemia. “No dia em que a vacina chega, devido à expectativa, há uma grande procura. A partir do segundo ou do terceiro dia, essa procura cai. Dados atualizados mostram que 5% dos vacinados ainda não voltaram para a segunda dose, o que corresponde a 74 mil pessoas.”

Perguntado sobre o cenário da vacinação em Goiás, o secretário disse que a expectativa é que, em setembro ou outubro deste ano, Goiás supere a barreira dos 60% de pessoas vacinas. Ismael Alexandrino esclareceu que, no primeiro momento, o foco da vacinação foram os grupos vulneráveis. Agora, porém, o foco é a redução da transmissibilidade do vírus, por isso, a abertura da vacinação por idade.

Sobre a evolução da Covid-19 em Goiás após o início da vacinação, o secretário da Saúde destacou alguns dados importantes. “A população idosa que já foi vacina está internando menos e, quando interna, a gravidade da doença é menor. Em relação aos trabalhadores da Saúde, tivemos uma queda de 70% dos casos. Na área de Segurança Pública, desde a vacinação, não tivemos mais nenhum óbito de quem está na ativa.”

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Decreto formaliza o novo Coíndice

Com 23.270 novos CNPJs, Goiás bate recorde em abertura de empresas de janeiro a agosto de 2021, melhor resultado dos últimos cinco anos

Cavalhadas em Pirenópolis serão realizadas em junho

Aprendiz do Futuro contrata cinco mil jovens em todo o Estado