No Banner to display

domingo, 22 de maio de 2022

domingo, 22 de maio de 2022

No Banner to display

Polícia Civil prende em Goiás quadrilha de tráfico interestadual de drogas

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), conseguiu prender cinco integrants de uma quadrilha de tráfico interestadual de drogas que estava agindo em Goiás e no Distrito Federal.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), conseguiu prender cinco integrants de uma quadrilha de tráfico interestadual de drogas que estava agindo em Goiás e no Distrito Federal. Segundo o delegado Vinícius Teles, o grupo criminoso atuava na comercialização, manipulação e disseminação de cocaína, tanto a droga de alto teor de pureza, o chamado cloridrato de cocaína, que no mundo do crime é conhecido como peixe ou escama de peixe; como a cocaína já batizada, de menor qualidade que eles chamam de comercial; e até mesmo o crack que é um substrato, extraído dos produtos que sobram da manipulação da própria cocaína. A Polícia acredita que eles buscavam a droga direto do Mato Grosso. Como é um produto de alto teor de pureza, a estimativa é de que se tratava de um grupo criminoso com potencial para produzir de 200 a 250 quilos de cocaína batizada, tendo em vista que 200 quilos de insumos foram apreendidos. Confira a reportagem: Editado por Márcia Fabiana via ABC Digital- GO

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), conseguiu prender cinco integrants de uma quadrilha de tráfico interestadual de drogas que estava agindo em Goiás e no Distrito Federal.

Segundo o delegado Vinícius Teles, o grupo criminoso atuava na comercialização, manipulação e disseminação de cocaína, tanto a droga de alto teor de pureza, o chamado cloridrato de cocaína, que no mundo do crime é conhecido como peixe ou escama de peixe; como a cocaína já batizada, de menor qualidade que eles chamam de comercial; e até mesmo o crack que é um substrato, extraído dos produtos que sobram da manipulação da própria cocaína.

A Polícia acredita que eles buscavam a droga direto do Mato Grosso. Como é um produto de alto teor de pureza, a estimativa é de que se tratava de um grupo criminoso com potencial para produzir de 200 a 250 quilos de cocaína batizada, tendo em vista que 200 quilos de insumos foram apreendidos.

Confira a reportagem:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Governador Ronaldo Caiado e primeira-dama, Gracinha Caiado, lançam Goiás Social, programa de ajuda a famílias em situação de vulnerabilidade em todas regiões do Estado

Prefeitura de Rio Quente firma parceria com a Polícia Militar de Goiás

Goiás gerou mais de 170 mil empregos desde janeiro de 2019

Caiado apresenta projeto de fomento e incubação de cooperativas sociais