domingo, 3 de julho de 2022

domingo, 3 de julho de 2022

Operação Anhanguera: forças de segurança realizam 22 prisões e 3.462 abordagens policiais, no entorno do Distrito Federal

Ao todo, 550 agentes de Goiás, DF e das forças federais participaram da ação integrada.

As forças de segurança realizaram 22 prisões e 3.462 abordagens, entre a última sexta-feira (23/07) e esta segunda (26/07), durante a Operação Anhanguera. A ação foi deflagrada pelas Secretarias de Segurança Pública de Goiás e do Distrito Federal, e teve como foco o combate à criminalidade nas cidades que compõe o entorno oeste do DF. O balanço da operação foi apresentado na manhã desta terça-feira (27/07), em Ceilândia (DF), pelos secretários Rodney Miranda (SSP-GO) e Júlio Danilo (SSPDF), além dos dirigentes das forças envolvidas.

Dentre as detenções, 11 foram decorrentes de Autos de Prisão em Flagrante (APF) e 11 do cumprimento de mandados judiciais de prisão. Foram realizados 13 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), além da apreensão de três armas de fogo e de 15 veículos. As ações de fiscalizações tiveram como alvo bares, casas noturnas, veículos e restaurantes, resultando em 87 Autos de Infração e 44 Autos de Infração de Trânsito.

Ao todo, foram mobilizados 550 agentes. Entre as forças envolvidas, estão as Polícias Militar, Civil, Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros Militar e Sistema Prisional dos dois entes federativos. A ação contou também com apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), com equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal.

A operação é a primeira de diversas que serão realizadas no entorno do Distrito Federal. O trabalho faz parte de um esforço conjunto, que ocorre desde 2019, para a implantação de novas estratégias de segurança voltadas especificamente para a região. “Não é o encerramento, mas sim o início. A institucionalização e o esforço conjunto das forças de segurança, em busca da paz e tranquilidade da população de Goiás e do DF”, destacou o titular da SSP-GO.

A ação reuniu as partes investigativas e de inteligência ao trabalho operacional. “Conseguimos capturar vários criminosos, autuar alguns também e quebrar teias criminosas que persistiam na região por falta de integração entre os órgãos”, pontuou. Ainda segundo Rodney Miranda, a maioria das detenções foi motivada pelo envolvimento com o tráfico de drogas. “Demos mais uma pancada nessas facções, que infelizmente atuam no Brasil todo, mas que aqui em Goiás e no DF nós temos conseguido enfraquecê-las cada vez mais. Prova disso são os bons resultados de redução da violência que nós alcançamos em Goiás e no DF”, ressaltou.

O secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Júlio Danilo, reforçou a relevância da atuação conjunta entre Goiás e DF, para reduzir de forma contínua a criminalidade na região. “Os criminosos não respeitam as fronteiras. Então é necessário que as forças policiais atuem de forma integrada”, disse. “Seguiremos com o planejamento e atuando de forma conjunta em outras áreas de divisa”, completou o chefe da SSPDF.

A Operação foi batizada de “Anhanguera” em referência a Bartolomeu Bueno da Silva, Bandeirante Anhanguera que desbravou as terras de Goiás.

Secretaria de Estado da Segurança Pública – Governo de Goiás

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Novo Mapa do Turismo em Goiás conta com 92 municípios

Rio Quente é uma ótima opção para o próximo feriado

Vereadores suplentes assumem mandato em Caldas Novas

Hcamp de Itumbiara registra 71 pacientes curados da Covid-19 em 9 dias