sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Em Goiânia, Caiado participa da formatura do 1º Curso de Patrulhamento Rural da Polícia Militar

Especialização inclui 171 formandos. Atualmente, tropa conta com 230 PMs e abrange todos comandos regionais, com presença nos 246 municípios goianos para garantir segurança ao homem do campo

O governador Ronaldo Caiado na formatura dos 171 alunos do 1º Curso de Patrulhamento Rural da Polícia Militar, primeira especialização da tropa desde a criação do Batalhão Rural, por iniciativa da atual gestão: “É um batalhão que consegue interagir com outras forças de segurança e dar tranquilidade a todo o setor rural”

Previsão é fechar 2021 com 70 mil propriedades atendidas. “Nos orgulha por ser um batalhão com metodologia copiada em vários Estados. Vocês não só fizeram história, mas escreveram a nova escola de segurança pública no País”, enaltece governador, padrinho da turma

O governador Ronaldo Caiado participou, na noite desta sexta-feira (26/11), da formatura do 1º Curso de Patrulhamento Rural da Polícia Militar do Estado de Goiás. Ele foi padrinho da turma de 171 formandos. A solenidade foi realizada no Comando da Academia de Polícia Militar, no Setor Leste Universitário. Esta foi a primeira especialização da tropa desde a criação do Batalhão Rural, por iniciativa da atual gestão do Governo de Goiás.

Caiado destacou que o grupo, com sua eficiência e profissionalismo, passou a ser a maior referência. “Nos orgulha por ser um batalhão com metodologia copiada em vários Estados. Vocês não só fizeram história, mas escreveram a nova escola de segurança pública no País”, afirmou. O governador também falou sobre a atuação do Estado na profissionalização dos policiais. “Isso mostra o diferencial da nossa polícia”. Sobre o Batalhão Rural, frisou que “consegue interagir com outras forças de segurança e dar tranquilidade a todo o setor rural”.

A turma leva o nome do secretário de Segurança Pública, Rodney Rocha Miranda. “É uma honraria que não tenho como agradecer, a não ser continuar na mesma garra, na mesma luta em prol da melhor segurança pública do Brasil, que é a de Goiás”, enalteceu. Após ler cada um dos objetivos da tropa, salientou que especialização e capacitação dos profissionais de Segurança Pública são um dos eixos centrais da gestão Caiado. “A integração entre as forças, o apoio intensivo da inteligência policial, da sociedade civil, Poder Legislativo, Judiciário e Ministério Público, fazem toda diferença no que diz respeito à redução dos índices de violência no Estado”, disse. Destacou, também, a criação do Centro de Comando e Controle Rural, segundo o secretário, uma “inovação que devolve a paz aos nossos produtores.”

“Chegar ao final de um curso operacional é uma conquista muito grande, pessoal e profissional. Só quem faz sabe a dificuldade que é”, atestou o 2º sargento Tiago Antônio Porfírio. “A cobrança em cima do especializado é maior porque o Estado investe no policial, e a gente tenta corresponder ao que a sociedade precisa. Mas estamos mais que prontos para desempenhar o papel”, garantiu o formando. Três dos alunos são do Mato Grosso do Sul e três da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Estrutura
O 1º Curso de Patrulhamento Rural foi dividido em quatro ciclos, cada um com 35 dias e 260h/aulas. Durante o intensivo, os militares foram instruídos sobre a conduta policial militar em ambiente rural; metodologia do policiamento rural; policiamento rural comunitário georreferenciado; pilotagem de drone; crimes ambientais; prática de cadastro rural; técnicas de abordagem policial e noções de patrulhamento tático; e tiro policial defensivo.

O curso tem como foco, segundo a PM, padronizar a atuação individual e coletiva dos militares durante as missões, estabelecer a Doutrina de Patrulhamento Rural em seus aspectos táticos, técnicos e legais, visando a prática efetiva da atividade com eficiência, segurança e homogeneidade, e atuar dentro dos princípios do Policiamento Comunitário Rural para expandir a implementação do Programa de Patrulha Georreferenciada.

Além do governador Ronaldo Caiado como padrinho, a turma teve como paraninfo o deputado federal e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner. Para o parlamentar, Caiado é figura expressiva e central do que vem acontecendo nas forças de segurança em Goiás. “Tenho muito orgulho de andar ao seu lado, ser deputado federal da sua base e de termos uma trajetória conjunta na defesa da democracia, dos produtores e da sociedade”, afirmou.

Durante a cerimônia, o coronel Renato Brum dos Santos foi homenageado pela turma. Em discurso, o comandante-geral da corporação frisou que o legado operacional é marca do governo Ronaldo Caiado. “O Batalhão Rural é uma realidade efetiva e está em franca ascendência. Governador, temos aqui homens e mulheres leais e comprometidos, que de forma presente e contundente têm dado a resposta”, disse. “Com essa formação, fechamos o ciclo do Batalhão Rural. Estaremos, ao longo deste final de ano e de 2022, dando uma caracterização específica, como fardamento e viatura, para que o produtor rural possa de longe identificar nossos policiais”, explicou.

Batalhão Rural
A criação do Batalhão Rural da Polícia Militar, pelo atual governo, contribuiu para a diminuição da criminalidade no campo. A unidade potencializou as ações operacionais rurais no Estado e promoveu maior proteção às famílias que vivem no campo. Criado com apenas 38 policiais militares, o batalhão conta, atualmente, com o efetivo de 230 PMs e abrange todos os comandos regionais, estando presente nos 246 municípios goianos.

De 2019 a 2021 foram apreendidas 347 armas de fogo e recuperados aproximadamente 1,4 mil cabeças de gado, provenientes de furtos ou roubos. Nesse período, foram realizadas 368 operações e um total de 897 prisões. A unidade dispõe de grande aparato tecnológico, com 25 drones, 10 notebooks e total de 100 viaturas. A previsão é fechar 2021 com 70 mil propriedades atendidas pela Patrulha Rural, segundo prognóstico da corporação.

Prestigiaram a formatura os secretários de Estado Tony Carlo (Comunicação) e Ismael Alexandrino (Saúde), com a esposa Daiana; comandante do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás, coronel Esmeraldino Jacinto de Lemos; subcomandante-geral, Coronel André Henrique Avelar de Sousa; chefe do Estado Maior Estratégico, coronel Evenir da Silva Franco; superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Vinícius Veiga Fleury; comandante de Operações do Cerrado, Coronel Marcelo Granja; comandante do Batalhão Rural, Tenente Coronel André Luiz de Carvalho.

Ainda a delegada de crimes Rurais, Rafaela Azzi; representante da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), conselheiro seccional Fabrício Britto; coordenador do curso, Capitão Eduardo Rodrigues; presidentes Carlos Alberto Moresco (Associação Goiana dos Produtores de Algodão/Agopa) e Augusto César de Andrade (Conselho de Segurança-Rural/CONSEG); representantes do secretário Thiago Mendonça (Agricultura), Donalvan Maia, e do deputado Coronel Adailton, Coronel Edson Moura; produtor rural Itamar Caiado; diretor do Rio Quente Resort, Munir Calaça; alunos destaque Leandro Borges, Eberson Alves, Nielson Willer e Jean Cláudio; além de outros comandantes, oficiais e praças da PM, madrinhas, padrinhos e familiares dos formandos.

Fotos: André Saddi

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Olimpíada de Tóquio: COB apresenta uniformes oficiais do Time Brasil

UEG publica edital de concurso para contratação de 94 professores

Clima impacta segunda safra em Goiás

Caldas Novas adia Carnaval fora de época para maio