No Banner to display

sexta-feira, 19 de julho de 2024

sexta-feira, 19 de julho de 2024

No Banner to display

Ampliação do Complexo Prisional de Aparecida tem consultoria da CGE

O secretário-chefe da Controladoria-Geral do Estado de Goiás (CGE), Henrique Ziller, visitou o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na manhã desta segunda-feira (04/12)

Secretário-chefe da CGE, Henrique Ziller visitou o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na manhã desta segunda-feira (04/12) (Foto: CGE)

O controlador-geral foi acompanhadopela auditora-chefe da CGE-GO especializada em segurança pública, Cintia Villac,. A Controladoria prestou consultoria à DGAP para a gestão de risco do projeto de ampliação do Complexo Prisional. A visita foi guiada por Josimar Pires, diretor da Administração Penitenciária do Estado, e Renato de Abreu, diretor de Engenharia da DGAP.

Segundo Pires, a ampliação da Casa de Prisão Provisória (CPP) e da Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG) vai resultar na criação de 1,6 mil vagas.

“Com toda certeza, vamos reduzir, e muito, a superlotação em nossos presídios, com a construção de uma quantidade tão grande de vagas de uma única vez”, disse.

As obras de ampliação contam com a utilização de metodologia de construção diferenciada, de alta tecnologia. Um dos sistemas a ser utilizado é o modular (pré-fabricado), no qual 85% da obra é executada dentro da própria indústria, com a montagem no local. A previsão é que a obra seja entregue até março de 2024.

Publicações em Alta

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos

Prefeitura de Caldas Novas espera receber 150 mil pessoas no Feriado de Tiradentes

Educação abre período de matrículas para 2024

No Banner to display