No Banner to display

segunda-feira, 22 de abril de 2024

segunda-feira, 22 de abril de 2024

No Banner to display

Ampliação do Complexo Prisional de Aparecida tem consultoria da CGE

O secretário-chefe da Controladoria-Geral do Estado de Goiás (CGE), Henrique Ziller, visitou o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na manhã desta segunda-feira (04/12)

Secretário-chefe da CGE, Henrique Ziller visitou o Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na manhã desta segunda-feira (04/12) (Foto: CGE)

O controlador-geral foi acompanhadopela auditora-chefe da CGE-GO especializada em segurança pública, Cintia Villac,. A Controladoria prestou consultoria à DGAP para a gestão de risco do projeto de ampliação do Complexo Prisional. A visita foi guiada por Josimar Pires, diretor da Administração Penitenciária do Estado, e Renato de Abreu, diretor de Engenharia da DGAP.

Segundo Pires, a ampliação da Casa de Prisão Provisória (CPP) e da Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG) vai resultar na criação de 1,6 mil vagas.

“Com toda certeza, vamos reduzir, e muito, a superlotação em nossos presídios, com a construção de uma quantidade tão grande de vagas de uma única vez”, disse.

As obras de ampliação contam com a utilização de metodologia de construção diferenciada, de alta tecnologia. Um dos sistemas a ser utilizado é o modular (pré-fabricado), no qual 85% da obra é executada dentro da própria indústria, com a montagem no local. A previsão é que a obra seja entregue até março de 2024.

Publicações em Alta

PIB de Goiás cresce 4,4% em 2023 e fica acima da média nacional

Goiás libera vacina para toda a população no ‘Dia D’ contra influenza

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos