sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Servidor público pode ser obrigado a se vacinar contra Covid-19

Servidores públicos que não se imunizarem contra a Covid-19 sem justificativa médica poderão sofrer sanções do poder público que os empregam

O Programa Nacional de Imunização, do governo federal, tem a previsão da obrigatoriedade. Recentemente o Supremo Tribunal Federal entendeu que é constitucional a obrigação da vacinação (Foto:Secom)

Servidores públicos que não se imunizarem contra a Covid-19 sem justificativa médica poderão sofrer sanções do poder público que os empregam. A avaliação é do advogado Juscimar Ribeiro, especialista em Direito Administrativo e Constitucional, em entrevista ao Jornal Brasil Central desta terça-feira, 17.

Segundo ele, há previsão legal em diversas esferas para a decisão de obrigar a vacinação do servidor público em caso de pandemias, como a do coronavírus. “A Lei 13.979, que é a Lei da Pandemia, já tem essa previsão, o Programa Nacional de Imunização, do governo federal, também tem essa previsão, e recentemente o Supremo Tribunal Federal entendeu que é constitucional essa obrigatoriedade da vacinação”, comentou.

Confira a entrevista completa:

 

 

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Olimpíada de Tóquio: COB apresenta uniformes oficiais do Time Brasil

UEG publica edital de concurso para contratação de 94 professores

Clima impacta segunda safra em Goiás

Caldas Novas adia Carnaval fora de época para maio