sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Saúde deve vacinar todos os goianos com mais de 18 anos até final de setembro

Goiás está chegando a 60% de pessoas vacinadas com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19.

O secretário falou ainda sobre a preocupação do Governo de Goiás em cuidar dos mais vulneráveis durante a pandemia, tanto do ponto de vista de assistência à saúde quanto social (Foto: Divulgação)

Goiás está chegando a 60% de pessoas vacinadas com a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. A campanha se intensificou em julho e tem acelerado em agosto. Com o recebimento de mais quantidades de doses, a Secretaria de Estado da Saúde acredita que será possível cumprir a meta de vacinar toda a população com mais de 18 anos até o final de setembro.

Foi o que disse o titular da Pasta, Ismael Alexandrino, durante entrevista concedida nesta terça-feira, 10, ao programa Boa Noite Goiás. Segundo ele, nesta semana o Estado receberá mais 300 mil doses, o que considera significativo. A partir de agora, quando o Ministério da Saúde vai promover uma distribuição mais proporcional de vacinas entre os Estados, ponderou que será possível Goiás acelerar ainda mais sua vacinação.

VARIANTE DELTA

Ismael Alexandrino admitiu que o avanço da variante Delta causa preocupação, principalmente devido à proximidade de Brasília. Citou que, enquanto em Goiás foi registrado em torno de oito casos da Covid-19 causada por essa variante do coronavírus, na capital federal já são mais de 600.

O secretário falou ainda sobre a preocupação do Governo de Goiás em cuidar dos mais vulneráveis durante a pandemia, tanto do ponto de vista de assistência à saúde quanto social. Na área social, já foram distribuídas mais de 1 milhão de cestas básicas. “Do ponto de vista de saúde nós temos, com o máximo de esforço, tentado prover assistência, seja hospitalar, seja com vacina, para aqueles grupos mais vulneráveis”, disse. E apontou o princípio do de equidade do Sistema Único de Saúde, que é o de prover mais para quem precisa mais.

O titular da Saúde respondeu as perguntas dos telespectadores sobre previsão de produção nacional da vacina contra Covid, retorno às aulas em Goiás, pessoas que não tomaram a segunda dose do imunizante, vacinação dos adolescentes, místicas e falácias em torno da vacina e a retomada das cirurgias eletivas, entre outros assuntos.

Confira a entrevista:

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações em Alta

Olimpíada de Tóquio: COB apresenta uniformes oficiais do Time Brasil

UEG publica edital de concurso para contratação de 94 professores

Clima impacta segunda safra em Goiás

Caldas Novas adia Carnaval fora de época para maio