sexta-feira, 12 de abril de 2024

sexta-feira, 12 de abril de 2024

Policlínicas alinham ações para beneficiar pacientes

Desde 2020, a SES-GO tem trabalhado para adequar os serviços das Policlínicas e atender a população nas macrorregiões de saúde, que hoje não precisa se deslocar para Goiânia em busca de atendimento médico.

Diretores e coordenadores das seis policlínicas estaduais trocam informações em encontro na Secretaria da Saúde, em Goiânia

A Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO), por meio da Gerência de Atenção Secundária da Superintendência de Atenção Integral à Saúde (Sais), iniciou uma série de encontros, em Goiânia, com gestores, coordenadores, médicos, administradores e equipes multidisciplinares das seis Policlínicas Estaduais, para definir estratégias de trabalho, que vão beneficiar os milhares de pacientes das seis macrorregiões em que estão instaladas.

O objetivo é alinhar os serviços oferecidos e o fluxo dos processos de atendimento em cada unidade. “A ideia é atingir os serviços e processos para atender a demanda da população. Tornar o atendimento mais satisfatório para os pacientes”, afirma Milena Bemfica, gerente de Atenção Secundária da Sais e responsável pela organização das Policlínicas.

Desde 2020, a SES-GO tem trabalhado para adequar os serviços das Policlínicas e atender a população nas macrorregiões de saúde, que hoje não precisa se deslocar para Goiânia em busca de atendimento médico. Além das orientações sobre processos internos de cada Policlínica, os encontros servirão para padronizar a linguagem nos atendimentos nas seis unidades e ainda discutir as demandas das necessidades específicas em cada uma.

Referências 
As seis Policlínicas estão em pleno funcionamento, com atendimentos de consultas, exames e procedimentos médicos em praticamente todas as áreas. Instaladas em Posse, Goianésia, Quirinópolis, São Luís de Montes Belos, Formosa e Goiás, ao custo de R$ 67 milhões do Governo de Goiás, as unidades se tornaram referência para a Região de Saúde em que estão localizadas.

Basicamente, elas estão estruturadas com consultórios, salas para exames, posto de coleta do laboratório, farmácia, posto de enfermagem, central de esterilização de material e salas destinadas à administração.

Inaugurada em Junho de 2021, a Policlínica de Quirinópolis beneficia diretamente moradores de 28 municípios próximos e tem capacidade para 7,7 mil consultas ao mês. Heleno Vitor Gomes Martins, diretor da unidade, conta que, em poucos meses de funcionamento, a Policlínica tem sido reconhecida pelos moradores. “As pessoas estão buscando os serviços e muitas tem falado da qualidade do atendimento, da estrutura ampla, da oferta de especialidades, principalmente cardiologia, oftalmologia e endocrinologia.”

Em Posse, primeira Policlínica inaugurada pelo Estado, em 2020, a população da região norte e nordeste do Estado tem se beneficiado de uma gama de especialidades médicas, sem precisar se deslocar grandes distâncias, como ocorria anteriormente.

Camila Timo Oliveira Mesquita, coordenadora da unidade, também relata os benefícios. “Melhorou muito a qualidade de vida das pessoas, que não precisam mais viajar cerca de 5 horas para buscar atendimento médico. Não só para os pacientes quanto para os profissionais, pois até a mão de obra, em grande parte, foi absorvida pelo município.

Yara Galvão (texto e fotos)/Comunicação Setorial

Publicações em Alta

PIB de Goiás cresce 4,4% em 2023 e fica acima da média nacional

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Goiás libera vacina para toda a população no ‘Dia D’ contra influenza

Prefeitura e Câmara entregam mais de 13 mil kits escolares e pedagógicos para a Educação Municipal