No Banner to display

terça-feira, 23 de abril de 2024

terça-feira, 23 de abril de 2024

No Banner to display

Hospital de Jaraguá registra número recorde de cirurgias

O Hospital de Urgências de Jaraguá Dr. Sandino de Amorim (Heja) fechou o mês de agosto com um número acima da média de cirurgias eletivas e de emergência.

Hospital de Urgências de Jaraguá Dr. Sandino de Amorim (Heja) fechou o mês de agosto com um número acima da média de cirurgias eletivas e de emergência (Foto: SES)

A unidade atende uma área vasta e populosa da Região do Vale do São Patrício e é referência em atendimentos de urgência e emergência de trauma e outras especialidades, além de ser um centro obstétrico de referência para a região.

O diretor técnico do Heja, Alexandre Barbosa, explica que é uma alegria a unidade atender número expressivo de pacientes que necessitaram de intervenção cirúrgica. Tanto os casos de emergência que chegam ao hospital, bem como de cirurgias eletivas de pacientes encaminhados pelo Complexo Regulador da Secretaria de Estado da Saúde.

CIRURGIAS

São contabilizados 211 procedimentos cirúrgicos de forma geral, entre casos de emergência e encaminhados pela regulação. Segundo o diretor, o Heja é uma unidade hospitalar classificada como de baixa e média complexidade e dentro de sua especificação é uma das mais altas médias do estado.

“Foram 91 cirurgias ortopédicas, 20 de ginecologia, 86 de cirurgia geral e 14 de urologia, além de 33 partos, sendo 25 cesarianas e 4 partos normais”, frisa o médico Alexandre Barbosa.

O direto ainda comenta que há  duas salas cirúrgicas bem montadas e com instrumental de excelência, uma sala de parto para acolher gestantes de Jaraguá e região, e uma sala de recuperação pós-anestésica que atende plenamente toda a necessidade.

“Nossas equipes médica e multiprofissional passam por constantes processos de capacitação e reciclagem para darmos o melhor atendimento clínico e com uma profunda humanização”. 

REFERÊNCIA

O Heja atende uma demanda significativa de Jaraguá, de pacientes regulados e que procuram a unidade com casos de urgência e emergência. Por estar localizada em uma posição estratégica na beira da rodovia BR-153, trecho chamado também de rodovia Belém-Brasília, o hospital tem grande fluxo de atendimentos de traumatologia.

A unidade teve seu centro obstétrico reativado e se tornou referência em partos cesáreos e normais para a região. A diretora-geral do Heja, Gláucia Siqueira, explica que a volta de partos na unidade deu nova identidade à população de Jaraguá.

“Voltaram a nascer crianças no hospital estadual, e isso é confortante para a população, facilidade para as mães e mais tranquilidade para as famílias. Os bebês enchem de alegria nossa unidade e todas as mães saem elogiando o atendimento recebido”, comenta.

REGIONALIZAÇÃO

Como parte da estratégia de regionalização da saúde empreendida pelo Governo de Goiás desde 2019, o Heja integra essa rede de assistência sendo o “porto seguro” de pacientes de uma grande área geográfica.

Uma dessas pacientes que passou por cirurgia eletiva no Heja é a moradora de Morro Agudo de Goiás, que precisou ser submetida a uma cirurgia eletiva para retirada da vesícula biliar, Francisca Gomes da Silva, 50 anos.

Ela foi encaminhada pela Central de Regulação, fez exames pré-operatórios e todo o preparo e foi submetida à intervenção no Heja. Já recuperada da anestesia e convalescendo no leito da enfermaria, ela agradeceu aos profissionais da assistência que a atendem e elogiou o profissionalismo.

“Agradeço a toda a equipe, porque fui muito bem atendida e recuperada. Estou muito feliz. Obrigada a todos”, destacou.

Publicações em Alta

PIB de Goiás cresce 4,4% em 2023 e fica acima da média nacional

Goiás libera vacina para toda a população no ‘Dia D’ contra influenza

Polícia Civil prende autor de homicídio e dupla tentativa de homicídio em Caldas Novas

Equatorial Goiás troca 200 chuveiros em Morrinhos