No Banner to display

domingo, 19 de setembro de 2021

domingo, 19 de setembro de 2021

Governo de Goiás recebe mais 121.250 doses da AstraZeneca

O Governo de Goiás recebeu, na madrugada desta terça-feira (24), o último carregamento de um total de 268.430 novas vacinas contra a Covid-19, encaminhadas pelo Ministério da Saúde.

Goiás recebe novo carregamento de 121.250 doses da AstraZeneca: unidades fazem parte de remessa total de 268.430 imunobiológicos (Fotos: Hegon Corrêia/Secom-GO)

O Governo de Goiás recebeu, na madrugada desta terça-feira (24), o último carregamento de um total de 268.430 novas vacinas contra a Covid-19, encaminhadas pelo Ministério da Saúde. A remessa é composta de 121.250 unidades da AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os imunizantes vão reforçar a imunização em toda população adulta maior de 18 anos e ajudar no cumprimento da meta do governador Ronaldo Caiado de cumprir o calendário vacinal até setembro.

Ainda integram esse novo carregamento 72.300 imunobiológicos da CoronaVac, do Instituto Butantan, que chegaram ao Estado na manhã do último domingo (22). Outras 74.880 vacinas do laboratório Pfizer também foram entregues na manhã de segunda-feira (23).

Todas as remessas foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio, na capital, onde passam por processo de conferência, para posteriormente serem distribuídas às 18 regionais de saúde e, em seguida, aos 246 municípios goianos.

Segundo orientação do Ministério da Saúde, os imunizantes da Pfizer serão utilizados uma parte para primeira aplicação e outra para completar o esquema de pessoas já imunizadas. Já as das AstraZeneca serão para segunda dose. As unidades da CoronaVac serão divididas em duas etapas, sendo metade para primeira dose e a outra para o reforço.

O secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino alerta para o fato de que cerca de 600 mil pessoas, com mais de 30 anos e que já poderiam ter sido vacinadas, ainda não tomaram a 1ª dose. “É preciso que goianos compareçam aos postos”, ressalta

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, ressaltou que o Estado tem recebido regularmente novas doses ao longo da semana e que é fundamental que a população procure os locais de vacinação. “Temos recebido um quantitativo muito grande e estamos distribuindo aos municípios. As cidades estão abastecidas. O que nos preocupa é que cerca de 600 mil pessoas, com mais de 30 anos, que já poderiam ter sido vacinadas ainda não tomaram a primeira dose. É preciso que os goianos compareçam aos postos”, ressaltou.

Na última semana, o Governo de Goiás recebeu 706.260 imunobiológicos. No dia 17 de agosto foram 99.750 das AstraZeneca e 57.330 da Pfizer. Já no dia 20 de agosto mais outra remessa, dessa vez com 146.200 imunizantes da CoronaVac e 134.550 da Pfizer.

Lembrando que permanece em vigor a resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Goiás, que destina as unidades recebidas, na sua totalidade, para vacinação por faixa etária, em ordem decrescente de idade. Os grupos prioritários, como idosos, trabalhadores da saúde, educação ou pessoas com comorbidades, que ainda não foram imunizados, por algum motivo, terão prioridade independentemente da idade que estiver sendo atendida nos municípios.

Avanço

Levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) apurou que, referente à primeira dose, foram aplicadas 3.825.525 vacinas contra a Covid-19 em todo o Estado. Em relação à segunda dose, foram vacinadas 1.568.993 pessoas. Esses dados são preliminares e coletados no painel Covid-19 do Governo de Goiás.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Caiado participa do lançamento da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, em Mara Rosa, no Norte goiano

Goiás atualiza orientações sobre vacinação contra Covid-19

Em Goiânia, Caiado inicia entrega de mais 250 mil cestas básicas a famílias em vulnerabilidade impactadas pela pandemia, e Goiás atinge marca de 1 milhão de donativos distribuídos

Caiado diz que consultas populares vão definir como Projeto Gênesis será implantado e destaca que prioridades são “desenvolvimento do Nordeste goiano e preservação do meio ambiente”