No Banner to display

domingo, 14 de agosto de 2022

domingo, 14 de agosto de 2022

No Banner to display

Com 98 mil casos de Covid-19, Brasil bate recorde de diagnósticos positivos divulgados em 24h

País notifica 2.449 mortes e se aproxima de 500 mil vidas perdidas para o coronavírus.

O Brasil registrou nesta sexta-feira 98.135 novos casos da Covid-19 em território nacional. Este é o recorde de casos notificados em 24h desde o começo da pandemia no país. Agora, o total de pessoas já contaminadas pelo vírus no país subiu para 17.802.176. A média móvel foi de 71.565 diagnósticos positivos, um crescimento de 15% em comparação ao índice de 14 dias atrás, o que demonstra estabilidade.

Os dados são do consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo e reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h.

O país contabilizou 2.449 mortes por Covid-19 em 24h. Com isso, o país totaliza 498.621 vidas perdidas para o novo coronavírus. A média móvel ficou em 2.039 óbitos, um aumento de 24% em comparação com o índice de duas semanas atrás, o que demonstra tendência de alta. É o terceiro dia consecutivo que o cálculo fica acima de 2 mil.

A “média móvel de 7 dias” faz uma média entre o número do dia e dos seis anteriores. Ela é comparada com média de duas semanas atrás para indicar se há tendência de alta, estabilidade ou queda dos casos ou das mortes. O cálculo é um recurso estatístico para conseguir enxergar a tendência dos dados abafando o ruído” causado pelos finais de semana, quando a notificação de mortes se reduz por escassez de funcionários em plantão.

 

 

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Publicações em Alta

Em Porangatu, Caiado anuncia ampliação do Projeto da Cerveja de Mandioca e pequenos agricultores do município podem vender produção para Ambev

Operação Fogo Amigo: Economia estima desvio de R$ 2 milhões em ICMS

Caiado anuncia que GO-118, em Alto Paraíso, deve ser liberada parcialmente até sexta-feira (07/01)

Em três anos, Governo de Goiás reduz em 94% o número de foragidos no sistema penitenciário