No Banner to display

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Bolsistas do Pró-Atleta, conquistam o bronze nas Paralimpíadas

Com a presença de quatro jogadoras goianas, a seleção brasileira feminina de vôlei sentado conquistou no último final de semana a medalha de bronze nas Paralimpíadas de Tóquio, repetindo a façanha dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Medalha de bronze veio após vitória sobre o Canadá, na disputa de terceiro lugar (Foto: Seel-GO)

Com a presença de quatro jogadoras goianas, a seleção brasileira feminina de vôlei sentado conquistou no último final de semana a medalha de bronze nas Paralimpíadas de Tóquio, repetindo a façanha dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016 . O lugar ao pódio veio com a vitória sobre o Canadá, por 3 sets a 1 (25/15, 24/26, 26/24 e 25/14).

Ádria Jesus, Jani Freitas, Pâmela Pereira e Nurya Almeida são apoiadas diretamente pelo Governo de Goiás, por meio do Pró-Atleta, programa de fomento ao esporte de alto rendimento gerido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, que seleciona 600 desportistas para receberem bolsas mensais, divididos em três categorias (estudantil, estadual e nacional).

Paratletas de volei sentado

 

Logo depois de subirem ao pódio e pegarem a segunda medalha paralímpica, o tom foi de agradecimento. “O incentivo do programa Pró-Atleta foi fundamental para a gente chegar até aqui e conquistar esta vitória. Conseguimos manter nossa preparação em alto nível durante todo o ciclo paralímpico”, destacou a levantadora Nurya Almeida.

As quatro jogadoras estavam na campanha do bronze de 2016, e para voltarem ao pódio contaram também com o apoio de infraestrutura do Governo de Goiás. Boa parte da preparação das atletas no último ciclo paralímpico foi realizada no Centro de Excelência do Esporte, quando não estavam reunidas com o restante da seleção.

A campanha da seleção brasileira foi de 100% de aproveitamento na primeira fase, com vitórias sobre o Canadá, Japão e Itália. O grande desafio veio na semifinal, quando o time brasileiro enfrentou os Estados Unidos, que venceu a disputa e avançou para a final, em que derrotou a China e levou a medalha de ouro. Sem desanimar, as meninas do Brasil reencontraram o Canadá na disputa de terceiro lugar e fuçaram com o bronze.

Ao todo, o Estado de Goiás teve 14 representantes nas Paralimpíadas de Tóquio. Além das jogadoras do vôlei sentado, mais dois bolsistas do Pró-Atleta estiveram no Japão, participando pela primeira vez de uma edição dos Jogos Paralímpicos. Hélcio Luiz Jaime chegou às quartas de final no tiro com arco, ficando na sexta posição na categoria W1. Já Millena França esteve na disputa individual e por equipes no tênis de mesa.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Últimas notícias

Em dia histórico, Governo do Estado assume gestão e regulação dos hospitais próprios, em Goiânia

Governador Ronaldo Caiado inicia entrega de 250 mil cestas básicas, em Goiânia, e cumpre agenda em Mara Rosa, nesta sexta-feira (17/09)

Em Montes Claros de Goiás, Caiado participa, ao lado do ministro da Infraestrutura, de entrega da restauração da BR-070

Caldas Novas vacina adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência permanente e aplica terceira dose em idosos