Lagoa + di Roma + Mirante + hotel
Notícias
Relator apresenta parecer da CEI da Saúde nesta segunda-feira (14)
Publicada em: 14/05/2018

Vereadores ainda farão diligências no horário da reunião ordinária. Apresentação do parecer está marcada para 14h30

O vereador Elias Vaz (PSB) apresentará nesta segunda-feira (14/5), às 14h30, o relatório final da Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Saúde, na sala de comissões da Câmara Municipal de Goiânia. Antes disso, na manhã desta segunda (14), os integrantes da CEI ainda farão diligências em unidades de saúde da capital.

Foi aprovado na última sexta-feira (11/5) um requerimento de convite ao secretário estadual de Saúde de Goiás, Leonardo Vilela. Por incongruência de agenda, ele não pôde comparecer, mas respondeu se colocando à disposição dos vereadores para qualquer esclarecimento.

Quanto ao teor do parecer, Elias Vaz adiantou que pedirá o afastamento da secretária de Saúde de Goiânia, Fátima Mrué, e que o prefeito Iris Rezende (MDB) pode ser citado por omissão. “A má gestão causou mais um prejuízo ao Município, que acaba de perder mais de R$3 milhões por ano de verbas federais destinadas ao Samu. Esse é apenas um dos problemas que a incompetência administrativa dessa secretária tem causado a Goiânia e vamos apontar todos no relatório, cobrando a devida punição. O prefeito tem conhecimento de todos os problemas e não toma medidas para reverter a situação, por isso, também pode ser citado no relatório”, afirmou na semana passada.

Em funcionamento desde de outubro do ano passado, a comissão apurou diversas denúncias de irregularidades na saúde municipal, como a situação dos leitos de UTI, a falta de atendimento odontológico, o pagamento de mestrado a duas servidoras da  secretaria de Saúde e os contratos para exames de raio-x e manutenção de ambulâncias.

A secretária Fátima Mrué foi convocada a prestar depoimento sete vezes e compareceu em todas. Alguns fatos apurados pela CEI já foram repassados para o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), que já entrou com dois pedidos para afastar a secretária do cargo, mas ambos foram negados pela Justiça.

Além disso, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH), apura casos de pessoas que morreram por falta de encaminhamento para  UTI, quando existem indícios de que existiam leitos ociosos em Goiânia.

 

FONTE: Jornal Opção


Voltar Contato Diminuir Texto Aumentar Texto

Promoções

Participe

Garota

Lauriana Ala

Cinema

Em Cartaz

Vídeos

Assistir